O atual Super-Homem e a estrela de alguns dos grandes momentos do cinema de ação dos últimos 30 anos juntaram-se em "Missão Impossível: Fallout", mas um deles teve de puxar dos galões na altura decisiva.

Henry Cavill sabia no que se estava a meter quando assinou o contrato para entrar no sexto filme da saga de ação e espionagem liderada por Tom Cruise que ficou célebre pelas arriscadas sequências de ação feitas "à séria". Ou seja, em que os efeitos especiais são usados mais para apagar fios e outros instrumentos que garantem a segurança (possível) dos atores durante a rodagem.

"Vi isso como uma oportunidade e queria tudo desde o início" admitiu numa entrevista ao Yahoo Entertainment o ator que interpreta August Walker, um assassino da CIA enncarregue de vigiar a equipa de Ethan Hunt.

Uma das cenas mais arriscadas envolveu dois helicópteros, mas com este estado de espírito parece que a experiência se torna tão intensa que nem se pensa no medo: "No próprio dia uma pessoa não está realmente apavorada. Apenas se está a passar por aquilo. [...] Não se tem tempo para pensar em coom se está tão perto da morte. É mais sobre 'o público vai adorar isto".

"Mas há outras sequências de ação em que se não tenho a perícia certa para ela existe a possibilidade de pessoas morrerem se não a fizesse bem", admitiu.

O ator está a referir-se a um momento que se tornou famoso ainda antes da estreia por causa do trailer, a"sequência HALO", que mostra Ethan Hunt e August Walker a saltarem de um avião a oito quilómetros de altura nos céus de Paris, abrindo os paraquedas bem perto do solo.

Real e muito perigosa, Tom Cruise teve de saltar mais de 100 vezes do avião até a cena ficar como deve ser. E aqui parece que não serviu de muito a experiência a voar como Super-Homem no cinema.

Tom Cruise Henry Cavill com o realizador Christopher McQuarrie durante uma pausa durante a rodagem da sequência do paraquedismo

Henry Cavill explica que a cena de paraquedismo foi um "desgosto gigantesco" e apesar de saber das potenciais consequências mortais, fez birra: "Fiquei como um miúdo. Mesmo, mesmo amuado".

"Pedi ao Tom, disse 'Deixa-me fazer, deixa-me entrar. Acho que consigo fazer isto'.", recordou.

E nessa altura a estrela do filme teve de puxar dos galões: "Ele disse, 'Sei como te sentes. Sou sensível a isso. Mas não podes fazer isto... treinei centenas de horas para fazer este salto. Tu tiveste treino no túnel de vento e sim, és bom no túnel de vento, isso é óptimo. Mas vais provavelmente acabar por nos matar a todos porque há uma altura no salto em que as perícias dos dois são necessárias para recuperar da ação. E se um não a consegue fazer, então isso é realmente mau. Coisas más acontecem".

"Missão Impossível: Fallout" estreia esta semana em Portugal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.