Foram várias as especulações quando foi anunciado que Kristen Stewart estava de fora da sequela de "A Branca de Neve e o Caçador", que depois se transformou numa espécie de prequela e sequela chamada "O Caçador e a Rainha do Gelo".

Ganhou força a versão de que o estúdio Universal a tinha deixado de fora por ter sido apanhada num escândalo, quando os paparazzi a fotografaram aos beijos com o realizador Rupert Sanders pouco depois da estreia do filme no verão de 2012.

Mas numa entrevista recente para a Variety, a agora estrela em "Café Society", o mais recente filme de Woody Allen, falou pela primeira vez sobre o que aconteceu e conta uma versão diferente.

"Li alguns argumentos. Nenhum deles era bom. Nenhum deles era aprovável. E tive uma reunião com a Universal sobre os locais onde a história poderia ir. Talvez o Chris [Hemsworth] estivesse mais interessado. Na verdade, não sei."

A atriz acrescenta que a obsessão dos tablóides pelo escândalo não terá pesado no seu afastamento.

"Não foi uma situação em que fui expulsa de um filme [projeto] por ter arranjado problemas. Estivemos em conversações meses depois sobre fazer algo funcionar e nunca se resolveu."

Kristen Stewart acabou por saber que ia mesmo haver um segundo filme quando a Universal... lançou um comunicado à imprensa, anunciado um projeto diferente, mais focado nas personagens de Chris Hemsworth e Charlize Theron, bem como em novas que acabariam interpretadas por Emily Blunt e Jessica Chastain.

"Fiquei tipo, OK, porreiro", recordou agora entre risos. "Há muito tempo que não falávamos, mas não sabia que nos tínhamos separado".

O estúdio só a voltou a contactar para tentar que fizesse uma participação especial no novo filme, como aconteceu com Sam Claflin, que fora um pretendente romântico em "A Branca de Neve e o Caçador" e agora surgiu como marido.

A atriz recusou, preferindo deixar tudo para trás depois de se ter empenhado na sequela. Por isso, a personagem da Branca de Neve surge apenas filmada de costas por breves momentos.

"Portanto, agora estou... 'Graças a Deus'", rematou, numa alusão ao fracasso comercial de "O Caçador e a Rainha do Gelo".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.