Apesar das incertezas geradas pelo facto de ser um filme negro e desesperançado, figurando apenas o vilão Joker e não o super-herói Batman, e destinar-se a um publico adulto, o filme "Joker", conquistou as bilheteiras norte-americanas, arrecadando nada menos que 93,5 milhões de dólares no último fim-de-semana, o maior valor de sempre no mês de outubro (sem levar em conta as atualizações monetárias) e o quarto maior de sempre para um filme classificado como Restricted (que indica que menores de 17 anos não podem ver sem a companhia de um adulto), atrás de "Deadpool", "Deadpool 2" e "It".

Internacionalmente, o filme estreou em mais 77 países, arrecadando mais 140 milhões de dólares, para um total global de 234 milhões.

Realizado por Todd Phillips, "Joker" surpreendeu toda a gente ao conquistar o Leão de Ouro no Festival de Veneza e é considerado um dos favoritos aos Óscares, nomeadamente para Joaquin Phoenix como Melhor Ator, numa interpretação unanimemente elogiada.

Apesar do seu orçamento relativamente modesto para um filme de super-herois (60 a 70 milhões de dólares), "Joker" conseguiu arrecadar no fim-de-semana mais que "Venom" (80 milhões, também classificado como "Restricted") e, curiosamente, praticamente o mesmo que "Liga da Justiça" (93,8 milhões), em que figuravam os principais heróis da DC Comics, Super-Homem, Batman e Wonder Woman.

Nos Top5 de filmes mais vistos nos EUA, não há estreias: no segundo lugar nas bilheteiras americanas e ao segundo fim-de-semana em cartaz, com 12 milhões de dólares, surge "Abominável", o novo filme de animação da DreamWorks, para um total de 37,8 nos EUA; em terceiro, com oito milhões de dólares, surge "Downton Abbey", para um total de 74 milhões, em quarto surge "Ousadas e Golpistas", o sucesso surpresa da STX com Jennifer Lopez, com mais 6,3 milhões para um total de 91 milhões de dólares, e em quinto está "It - Capítulo 2", que arrecadou mais 5,35 milhões ultrapassando à quinta semana os 200 milhões de dólares nos EUA.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.