Com alguns momentos menos felizes nos projetos de cinema mais recentes, Jim Carrey está a passar por uma fase de renascimento na carreira graças à série de comédia da Showtime "Kidding".

Tudo indica que irá ser nomeado pela primeira vez para os prémios Emmy, mas a avaliar pela sua opinião sobre a temporada de prémios, não é de esperar que faça uma grande campanha.

Durante uma entrevista à Vanity Fair a propósito dos 15 anos de "O Despertar da Mente", foi recordado que nunca foi nomeado para os Óscares apesar de trabalhos elogiados, dramáticos e cómicos, em filmes como "The Truman Show", "Homem na Lua", "Eu Amo-te Phillip Morris" e sim, "O Despertar da Mente".

Jim Carrey foi muito sincero na sua hostilidade em relação à temporada dos Óscares e o desinteresse em fazer campanha para os prémios.

"Existe muita desonestidade à volta dos prémios. Uma confusão gigantesca. Se não comparecer a um certo jantar prejudica as suas hipóteses e todas essas coisas. Nunca fui muito bom a jogar esse jogo", revelou.

"A única vez que senti o que quer que seja sobre um prémio ou não ter sido nomeado é quando as pessoas me dizem que devia ser. Tipo, a sério? Devia estar zangado? Diverti-me imenso e conheci imensas pessoas, não é suficiente?", reforçou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.