O ator americano Cuba Gooding Jr. foi denunciado esta quinta-feira à justiça de Nova Iorque por toques não consentidos a uma mulher num bar de Manhattan no fim de semana.

O advogado de Gooding, Mark Heller, disse que o seu cliente se vai declarar inocente.

"Gooding não agiu de forma inapropriada de nenhuma forma. Nada no vídeo pode ser considerado ambíguo", disse Heller, sem dar detalhes sobre a que vídeo se referia.

Em declaração ao TMZ, que o entrevistou na quarta-feira no aeroporto de Los Angeles, Cuba Gooding Jr negou a acusação.

"Confio no sistema", declarou.

"Há uma gravação que mostra o que realmente aconteceu", acrescentou.

O ator, de 51 anos, ganhou o Óscar de Melhor Ator Secundário por "Jerry Maguire" (1996) e foi nomeado o ano passado para vários prémios pela interpretação de O.J. Simpson na minissérie "The People vs. O.J. Simpson".

Um porta-voz da polícia confirmou que se entregou voluntariamente às autoridades esta quinta-feira, mas não quis comentar a acusação.

Presente em tribunal, foi acusado por toques forçados, um delito menor, punido no máximo com um ano de prisão, segundo a lei do Estado de Nova Iorque.

Segundo a imprensa americana, uma mulher denunciou o ator após ele ter apalpado os seus seios num bar de Manhattan no domingo à noite.

Além disso, estão a avançar que outra mulher apresentou na segunda-feira uma denúncia contra ele por factos ocorridos em março de 2008.

Ela afirma que Cuba Gooding Jr tocou as suas nádegas numa discoteca de Manhattan.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.