Após dois filmes de grande sucesso em 2016 e 2018, a Disney ainda está debater qual será o futuro de "Deadpool" no cinema.

O jornalista da Variety Brent Lang esteve na conferência de apresentação dos resultados do terceiro trimestre do estúdio e avançou que as suas fontes dizem que as discussões andam à volta de tentar perceber se o super-herói com linguagem e comportamentos ultrajantes se pode mover facilmente entre os filmes com classificação para adultos e os do Universo Cinematográfico Marvel, que são para maiores de 13 anos.

No mesmo evento, Bob Iger, CEO da Disney, confirmou que "X-Men", "Deadpool" e "Quarteto Fantástico" estão agora sob o controlo de Kevin Feige, presidente dos estúdios Marvel, após o acordo de fusão com a 20th Century Fox.

Numa entrevista esta semana ao Yahoo Movies, David Leitch, realizador de "Deapool 2", também deixou pistas para o futuro, reconhecendo pragmaticamente que "Deadpool é restrito a adultos, o que necessariamente não encaixa no Universo Cinematográfico Marvel, mas não precisa necessariamente ser apenas para adultos, tal como a Disney não precisa apenas fazer filmes para maiores de 13 anos. Acho que encontraremos uma solução feliz".

"Ainda existe muito mistério à volta do que eles querem fazer com o Deadpool no mundo da Marvel mas acho que, pelas conversas que ouvi, tudo é positivo. Penso que apenas estão a tentar perceber uma forma de o encaixar", acrescentou.

Apesar de não ter sido anunciado um terceiro filme para a quarta fase do Universo Cinematográfico Marvel, o super-herói interpretado por Ryan Reynolds é mesmo a única personagem dos "X-Men" que vai sobreviver na transição para o novo regime.

Alguns fãs expressaram o receio de que seria "domesticado" ao passar para o controlo da Disney e viram o lançamento de "Once Upon a Deadpool", uma versão editado do segundo filme para maiores de 13 anos, como um "teste".

Em fevereiro, Bob Iger sinalizou que "existe espaço para existirem as propriedades Fox sem uma influência significativa da Disney sobre a natureza do conteúdo, o que significa que, por exemplo, vemos que há certamente popularidade entre os fãs da Marvel para os filmes 'Deadpool' com classificação R, vamos continuar nesse negócio".

"Pode haver espaço para mais disso, desde que os identifiquemos com muito cuidado e garantamos que não confundimos de forma alguma o consumidor com um produto que seria ou um produto da Disney ou um produto mais tradicional da Marvel", acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.