O FESTin decorrerá de 15 a 22 de maio, em várias salas de Lisboa e, dos 45 filmes programados, a maioria é de produção brasileira, incluindo todos os seis eleitos da competição de longas-metragens.

O festival abrirá com a ficção "Aos teus olhos", de Carolina Jabor, integrado na competição, e que "aborda de forma eletrizante um tema atual: o linchamento público através das suspeitas de assédio sexual".

A competição de 'longas' contará ainda com "Boni Bonita", de Daniel Barosa, "Ferrugem", de Aly Muritiba, exibido no festival de Sundance, "O olho e a faca", de Paulo Sacramento, "Todas as canções de amor", de Joana Mariani, e "Unicórnio", de Eduardo Nunes.

Em Lisboa estarão alguns convidados desta secção, nomeadamente os realizadores Daniel Barosa, Joana Mariani, Eduardo Nunes e a atriz Patrícia Pillar, que entra em "Unicórnio".

Da programação deste ano, destaque para a seleção de documentários como "Início do fim", de Francisco Júnior Gonçalves, sobre a relação entre políticos e jornalistas em Angola, "Lusófonas", de Carolina Paiva, sobre a disparidade da vida das mulheres no espaço da lusofonia, e "Dez pancadas no carril", de João Paradela, sobre o campo de concentração do Tarrafal, em Cabo Verde.

A eles junta-se ainda "Karingana - licença para contar", de Mónica Monteiro, que coloca em diálogo os escritores Mia Couto e José Eduardo Agualusa com a cantora Maria Bethânia.

Das atividades paralelas, a direção do FESTin explicou que se associará aos 100 anos do nascimento da poetisa portuguesa Sophia de Mello Breyner Andresen, os 90 anos do Instituto Camões, além de que fará uma recolha solidária de material escolar para as crianças de Moçambique.

Na apresentação da décima edição, hoje, à imprensa, Adriana Niemeyer, da organização, voltou a falar das dificuldades em organizar o festival, com poucos recursos, "sempre na luta", e que este ano o evento conta com financiamento de um fundo audiovisual da Agência Nacional de Cinema do Brasil.

Apesar de grande parte da visibilidade do FESTin passar pela programação em Lisboa, o festival tem um caráter itinerante, estando previstas pelo menos seis exibições, este ano, em vários países, entre os quais a Tunísia e Cabo Verde.

Este ano, o FESTin decorrerá no Cinema São Jorge, no Fórum Lisboa, no Instituto Cervantes e no Cinema City Alvalade.

No total das edições anteriores, o FESTin contou com mais de 200 convidados e 40 mil espectadores.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.