Num evento inédito, a Muestra de Cine Contemporâneo Português terá exibição numa importante instituição da cultura cubana, o MAPRI – Museo de Arte de Pinar del Río, em colaboração com a Cinemateca Tiempos Modernos da conhecida Casa Taller Pedro Pablo Oliva, na capital da província mais ocidental do Arquipélago Cubano.

A quase totalidade dos 25 filmes que ali serão exibidos são obras da cinematografia nacional, já premiadas em diferentes festivais, incluindo alguns dos filmes portugueses que recentemente mais foram distinguidos em competições internacionais.

Em Pinar del Rio será assim possível assistir a filmes de animação como
«Esperânsia», de Cláudio Jordão, «
Living in the Trees» e
«Timor Loro Sae», de Vítor Lopes,
«At the Dance», de Xavier Almeida,
«Airport Tunnel», de Vítor Hugo,
«Cães Marinheiros», de Joana Toste,
«Zé e o Pinguim», de Francisco Lança, e «Dá-me Luz» de Sérgio Nogueira.

Serão ainda exibidos os filmes de ficção
«1111» de M. F. Costa e Silva e
«Área Protegida», de José Miguel Moreira, bem como o documentário
«Sons Vindos da Terra», de Éder Neves.

A mostra integra ainda a exibição de longas-metragens não produzidas pelo Cine-Clube de Avanca ou pela Filmógrafo, nomeadamente
«Capitães de Abril», de
Maria de Medeiros,
«Vou para Casa», de
Manoel de Oliveira,
«Movimentos Perpétuos», de
Edgar Pêra, e
«Autografia», de Miguel Gonçalves Mendes.

SAPO/ICA

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.