A diretora de casting do Universo Cinematográfico Marvel fez as contas e descobriu que já esteve envolvida na seleção de atores para mais de mil personagens em 22 filmes. E admitiu que o mais complicado de todos foi "Guardiões da Galáxia" (2014).

Durante a antestreia de "Vingadores: Endgame" em Los Angeles esta segunda-feira, Sarah Finn explicou à Variety qual foi o grande desafio por volta do último trimestre de 2012: além de ser um projeto com um guaxinim que falava e uma árvore que andava, os super-heróis eram muito menos conhecidos do que o Homem de Ferro, Capitão América ou Thor.

No entanto, o maior problema foi que Chris Pratt, que achava a escolha ideal para ser Peter Quill e Star-Lord, não estava interessado e recusou fazer testes.

A diretora de casting não desistiu e quando o conseguiu convencer, descobriu que o realizador James Gunn já não queria vê-lo e estava a falar com outros atores (Joel Edgerton, Jack Huston, Jim Sturgess, Eddie Redmayne e Lee Pace, entre outros).

"Isso realmente foi um desafio. Fiquei realmente feliz quando finalmente os consegui juntar e foi, honestamente, um daqueles momentos 'eureka' de que falamos em 'casting', em que tudo parece certo e sabemos que é a decisão certa. O James virou-se para mim ao fim de 10 segundos e disse 'Ele é o tipo'", recordou.

"Guardiões da Galáxia 3" mergulhou na incerteza quando a Disney despediu James Gunn em julho de 2018 por causa de comentários antigos polémicos nas redes sociais.

Quando o estúdio voltou atrás e voltou a contratá-lo em março, o projeto entrou em pré-produção e o início da rodagem está marcado para fevereiro de 2021, quando o realizador acabar de fazer a sequela de "Esquadrão Suicida".

A estreia deve encaixar numa das datas que a Marvel reservou em 2022: 18 de fevereiro, 6 de maio e 29 de julho (esta a mais provável por causa dos filmes anteriores).

VEJA A ENTREVISTA DE SARAH FINN À VARIETY.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.