"Captain Marvel (Capitão Marvel)" é um sucesso gigantesco, incluindo em Portugal, onde já foi visto por quase 95 mil espectadores nos primeiros cinco dias, o que significa que há muitas pessoas que podem encontrar pormenores na história que parecem não fazer muito sentido.

[AVISO DE SPOILER PARA QUEM NÃO VIU O FILME]

A certa altura do filme, Carol Danvers/Captain Marvel (Brie Larson) dá a Nick Fury (Samuel L. Jackson) um "pager" modificado e instruções para só a contactar em caso de uma "emergência a sério".

Vários fãs já encontraram nisto a explicação para a presença da nova heroína em "Vingadores: Endgame", mas também ficaram a pensar que ficou um buraco gigantesco na história: por que razão Fury não a chamou antes de "Vingadores: Guerra do Infinito"? Por exemplo, quando houve a grande crise em Nova Iorque que juntou pela primeira vez os Vingadores no filme de 2012?

O presidente da Marvel deu duas justificações possíveis para "restabelecer a ordem" no Universo Cinematográfico que ajudou a criar e agora cada fã terá que decidir se são convincentes.

"Direi duas coisas. Uma, ela diz que tem de ser uma emergência a sério, certo? Pois. A outra coisa que direi é, como é que sabemos que nunca usou o pager? Como é que sabemos que nunca o fez antes? Nós nunca o vimos a fazer isso antes. Isso não quer dizer que nunca o tenha feito", respondeu ao Slashfilm.

Imagens do início de "Vingadores: Endgame", que chega aos cinemas no final de abril, apresentadas numa conferência de investidores da Disney na semana passada, também abordam o tema.

Nelas, a heroína explica ao Máquina de Guerra que existem muitos planetas na galáxia que não têm uma equipa de Vingadores para os defender, o que não parece ser suficiente para convencer Thor.

Agora, a ameaça de Thanos justificou finalmente o seu regresso à Terra.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.