Após realizar com imenso sucesso os dois primeiros filmes da saga
«X-Men»,
Bryan Singer deixou a série para dirigir
«Super-Homem: O Regresso». Seguiu-se o filme de guerra
«Valquíria» mas a verdade é que nenhum dos projectos recebeu o acolhimento de público e crítica das suas duas primeiras aventuras com os super-heróis mutantes. O passo seguinte de Singer era uma incógnita, que se desfez de forma dupla na antestreia de
«Avatar».

Em resposta às questões dos jornalistas, o realizador confirmou que «estou a preparar-me para fazer um filme chamado
«Jack the Giant Killer» na Warner Bros, e assinei ontem contrato para fazer um filme da série
«X-Men Origins», o que é muito «cool». Estou muito excitado».

Do primeiro filme não há grandes informações, excepto que se deverá tratar de uma versão moderna do célebre conto popular, mas do segundo já há mais informações disponíveis. Após
«X-Men Origens: Wolverine», trata-se do segundo «spin-off» da série «X-Men», e, se inicialmente se pensava que iria retratar as aventuras dos primeiros alunos da escola do Professor Xavier (como Cyclops e Jean Grey) em idade ainda adolescente, sabe-se agora que o foco do filme não será exactamente esse.

De acordo com Singer, o filme abordará «os anos formativos da amizade entre Xavier e Magneto, a formação da escola e a altura em que relação deu uma reviravolta no sentido errado. Há um elemento romântico e alguns mutantes de «X-Men» irão aparecer no filme, embora eu não queira dizer quais. Haverá muitos mutantes novos e um excelente vilão».

O argumento está actualmente a ser escrito por Jamie Moss, argumentista de
«Os Reis da Rua».

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.