«American Sniper: The Autobiography of the Most Lethal Sniper in U.S. Military History» é o título completo da autobiografia de Chris Kyle, que tem a distinção indicada no título original do livro: ele é o atirador furtivo («sniper») que mais gente matou na história militar norte-americana, nada menos que 160 pessoas. O livro foi muito elogiado pela franqueza com que Kyle descrevia a profissão e a forma como o seu casamento foi lesado pela sua dedicação aos companheiros e às missões. Porém, o militar acabaria por morrer jovem, aos 38 anos, da mesma maneira como fez terminar a vida de tantos outros: com uma bala, neste caso num campo de tiro e pela mão e arma de um colega veterano, por motivos não completamente esclarecidos.

Bradley Cooper comprara os direitos de adaptação ao cinema do livro e há mais de um ano que tentava levar o projeto avante. Agora conseguiu-o e com o realizador mais popular de Hollywood,
Steven Spielberg, garantindo para si próprio o papel principal. Jason Hall escreveu o argumento e a estreia está prevista para a primeira metade de 2014.

Spielberg e Cooper estiveram recentemente nas luzes da ribalta ao serem nomeados para os mais diversos prémios da indústria, o primeiro pela realização de
«Lincoln» e o segundo pelo papel principal de
«Guia para Um Final Feliz».

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.