Bradley Cooper fez a estreia na realização com "Assim Nasce Uma Estrela", a quarta versão de Hollywood sobre a trágica história de amor e interpreta também Jackson Maine, um músico consagrado que descobre – e se apaixona – por Ally, uma artista em dificuldades que tinha desistido de realizar o sonho de ser cantora, papel que marca a estreia formal de Lady Gaga como atriz no grande ecrã.

Com o sucesso comercial a juntar-se aos elogios dos críticos, o filme tornou-se um dos candidatos mais fortes para as nomeações aos Óscares do próximo ano.

Entre as canções originais que se ouvem no filme, "Shallow" é vista como a hipótese mais forte para ganhar a estatueta: o dueto de Jackson Maine e Ally tornou-se viral assim que foi lançado o primeiro trailer no verão.

A tradição é que as canções sejam interpretadas ao vivo na cerimónia e a questão que se tem colocado é se Bradley Cooper iria querer juntar-se a Lady Gaga no palco.

Apesar da grande campanha publicitária à volta do filme, os dois até agora não cantaram qualquer canção ao vivo, mas a verdade é que o ator não só está disponível como até já está a planear o evento com a artista.

"Na verdade, falámos sobre isso porque sou um maníaco enorme. Comecei a enviar-lhe mensagens de texto com a ideia toda de como o deveríamos fazer. Portanto, vamos a ver. Pode existir uma forma gira e pouco ortodoxa de a interpretarmos", contou à revista Variety.

Lady Gaga está disponível "a 100%", como seria de esperar: ela já esteve nas cerimónias de 2015 e 2016 com uma elogiada homenagem a "Música no Coração" e a sua canção nomeada "Till It Happens to You".

Com a provável presença ao vivo de "Jackson Maine" e "Ally", a 91ª cerimónia dos Óscares realiza-se a 24 de fevereiro de 2019.

RECORDE O TRAILER.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.