As indefinições de Ben Affleck em relação ao papel de Batman azedaram as relações com a Warner Bros., que já suspira por Jake Gyllenhaal para o substituir.

Uma fonte do estúdio partilhou com o Revenge of the Fans os mais recentes pormenores indiscretos das intrigas dos bastidores nos filmes da DC Comics. O site, vale a pena dizer, também se mostrou muito bem informado sobre as alterações na história de "Liga da Justiça" que acabaram por ser confirmadas.

"Provavelmente, Gyllenhaal é Batman. Affleck ainda não está fora. O que se passa é que ele ainda tem um contrato. Mas o estúdio está zangado com ele", revelou a fonte.

"Se o Ben patinar, o Jack entra. É uma teia um pouco esquisita. Estes tipos ambos sabem que controlam o destino um do outro", conclui a fonte do estúdio.

O atual Batman pode cumprir o contrato com participações simbólicas seja em "Esquadrão Suicida 2" ou "Flashpoint", deixando o caminho livre para o seu sucessor.

Rumores sobre a falta de entusiasmo de Ben Affleck com as aventuras cinematográficas como super-herói têm sido constantes desde que "Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça" foi mal recebido pelos críticos e muitos fãs na primavera de 2016.

O ator também acabou por atirar achas para a fogueira com declarações divergentes sobre o seu futuro e principalmente ao desistir de escrever e realizar "The Batman", o primeiro filme com a personagem como protagonista desde o fim de trilogia realizada por Christopher Nolan.

Nas suas reações a "Liga da Justiça", os críticos voltaram a destacar a sua aborrecida interpretação e voltou a constar que ele queria sair, como deu a entender numa entrevista ao USA Today: "Não se tem de fazer isto para sempre, portanto quero encontrar uma forma graciosa e boa de sair". Ao mesmo tempo, falava-se que Matt Reeves andou à procura de um substituto e a sua escolha era precisamente Jake Gyllenhaal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.