Várias pessoas, entre elas uma atriz de Bollywood, foram presas na Índia na terça-feira (8), no âmbito do caso do suicídio, em junho, da estrela Sushant Singh Rajput, anunciou a polícia local.

Ex-namorada de Rajput, a atriz Rhea Chakraborty foi acusada de lhe comprar drogas. Também foram detidos o irmão da atriz e um membro da equipa de empregados domésticos do ator.

Rhea Chakraborty

O Escritório Central de Investigação, principal órgão da Polícia Civil da Índia, assumiu o caso em agosto. A polícia antidrogas também investiga o consumo de marijuana do ator.

Sushant Singh Rajput foi encontrado morto, aos 34 anos, no seu apartamento em Mumbai. A polícia referiu-se à ocorrência como suicídio.

O caso gerou um grande debate na imprensa sobre Bollywood, em particular sobre saúde mental e as pressões na indústria cinematográfica.

No entanto, a família de Rajput negou as informações de que sofresse de depressão. Também acusou Rhea Chakraborty, de 28 anos, de assediar o ator e aproveitar-se do seu dinheiro. A atriz rejeita as acusações.

A imprensa do país tem acompanhado passo a passo o confronto entre Rhea Chakraborty e a família de Sushant Singh Rajput, assim como o avanço da investigação.

Nascido no estado de Bihar, no leste da Índia, Sushant Singh Rajput abandonou os estudos de Engenharia para se tornar ator. Ficou famoso em 2013 com a produção "Kai Po Che!", um romance policial sobre críquete, que teve boas críticas no Festival de Cinema de Berlim.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.