Foi divulgado na segunda-feira à noite o trailer final de "Star Wars: A Ascensão de Skywalker": são as últimas imagens antes da estreia do filme, que está marcada para 19 de dezembro.

Como é habitual, os fãs já dissecam cada imagem à procura de pistas, mas o estúdio está a manter a história em segredo, ainda que regressem insinuações de que Rey (Daisy Ridley), a heroína desta trilogia, pode passar para o lado negro da Força.

De resto, sabe-se que o filme conclui a história da "geração Skywalker", iniciada em 1977 e contada ao longo de três trilogias.

Simbólicos do tom "final" no trailer são os momentos em que se ouve novamente a voz do imperador Palpatine (o regresso do ator Ian McDiarmid) e principalmente aquele em que C-3po diz que "está a olhar pela última vez para os meus amigos".

Além de Daisy Ridley, regressam neste filme de J.J. Abrams (que realizou "O Despertar da Força" em 2015) os atores Adam Driver, John Boyega, Oscar Isaac, Domnhall Gleeson, Kelly Marie Tran e Mark Hamill, bem como Billy Dee Williams como Lando Calrissian e a falecida Carrie Fisher como General Leia, com imagens não utilizadas de "O Despertar da Força".

Keri Russell, Richard E. Grant e Dominic Monaghan, o hobbit Merry da primeira trilogia de "O Senhor dos Anéis", são novidades no elenco.

Após "Star Wars: A Ascensão de Skywalker", a saga faz uma pausa no cinema até 20 de dezembro de 2022, quando chega o primeiro filme de uma nova trilogia idealizada por David Benioff e D.B. Weiss, os criadores da série "A Guerra dos Tronos".

No intervalo, os fãs poderão ocupar-se com "The Mandalorian", a primeira série "Star Wars" para o serviço de streaming Disney+, e mais tarde com outra centrada na personagem de Cassian Andor (Diego Luna), personagem de "Rogue One".

A nova temporada de "Star Wars: The Clone Wars" também será exclusiva do Disney+ durante o primeiro ano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.