Artigo

16 anos de emissões depois, Jô Soares disse adeus ao "Programa do Jô"

Depois de 16 anos, o talk show de Jô Soares na Globo chegou ao fim. Para já não se sabe se o apresentador irá apresentar um novo formato.

Jô Soares despediu-se do seu programa do canal Globo esta sexta-feira, 16 de dezembro. O apresentador brasileiro avisou que não queria fazer uma emissão de despedida, mas tudo teve "um gosto especial", sublinha a produção do programa.

"Estamos a estrear", gracejou o apresentador no início do último "Programa do Jô", talk show que estreou em 2000. “Antes de mais, quero agradecer ao Silvio Santos por este programa que mudou a minha vida", disse Jô Soares no início das gravações.

Emocionado, o apresentador agradeceu ainda a toda a equipa que o acompanhou ao longo de 16 anos.“A minha vida, antes de qualquer coisa, mudou; mudou graças a esta plateia, graças a vocês. Por que quero ter sempre uma plateia à minha frente? Porque sem plateia não existo. Agradeço sempre, do fundo do meu coração”, frisou Jô Soares.

O pintor e dramaturgo Ziraldo foi o convidado do último programa. "Escolhi um convidado para lá de especial porque, além de ser uma artista genial, de reputação internacional, é recordista de vindas ao programa. Veio todos os anos", lembrou o apresentador, que recebeu o artista brasileiro pela 24ª vez.

Segundo a Globo, no total, Jô Soares fez mais de 14 mil entrevistas ao longo de 16 anos. Pelé, Roberto Carlos, Caetano Veloso e Morena Baccarin ("Gotham" e "Deadpool") foram alguns dos nomes que passaram pelo "Programa do Jô". Ana Moura, Mariza e Ricardo Araújo Pereira contam-se entre os portugueses convidados pelo apresentador.

Apesar do grande leque de convidados, Jô Soares sublinhou que gostou especialmente de entrevistar desconhecidos. "Para mim, o grande mérito do programa, que me deixa muito feliz, são os anónimos do país, do povo brasileiro, que mudaram as suas vidas e a minha”, contou o apresentador, mostrando alguns dos melhores momentos do talk show.

Comentários