Artigo

Violinista português de 11 anos impressiona ribeira-grandenses

Atuação aconteceu no âmbito do festival Sete Sóis Sete Luas.

O violinista do trio português Realejo chama-se Fernando, tem 11 anos de idade e impressionou o público presente que coroou a sua atuação com fortes aplausos no último dia desta edição do festival Sete Sóis Sete Luas.

O jovem Fernando, que toca violino há cinco anos, também ficou impressionado com o acolhimento do público presente e considerou que foi “uma atuação muito agradável”.
“A interação já vem do meu coração, para provocar as pessoas que tiveram uma reação muito boa”, disse o violista dos Realejo falando como “gente grande” durante a entrevista concedida aos jornalistas presentes na cobertura do evento, manifestando a vontade de voltar um dia.

Aliás, o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Orlando Delgado, anunciou que Fernando já foi convidado a voltar no próximo ano, mais para fazer workshops nas escolas do concelho como forma de incentivar os alunos locais a se interessarem pela música.

O terceiro dia da edição “bodas de prata” do festival Sete Sóis Sete Luas arrancou (quase) à hora marcada com a atuação do grupo “Levantá Espancá” (Santo Antão), prosseguindo com as atuações do Santo Antão Sete Sóis Band (Santo Antão), do Realejo (Portugal), da Alcione e Lulu (ilha do Sal), do Pedro Rocha (Diáspora – Holanda), da Ailine Lopes e Titita (Santo Antão) além da Élida Almeira (cabeça-de-cartaz) e dos Cordas do Sol (Santo Antão).

Nesta edição do festival Sete Sóis Sete Luas implementou-se um figurino diferente com atividades durante três dias e a inclusão de atividades culturais extra-música como atuação de tamboreiros, desfile de carnaval, dança contemporânea, teatro, workshops e uma feira de produtos “made in Santo Antão”.

Comentários