Artigo

Ribeira Grande passa a ter um retrato de Cesária Évora numa das ruas da cidade

Pintura mural realizada no âmbito das atividades permanentes do festival Sete Sóis Sete Luas.

créditos: Inforpress

Uma pintura mural realizada no âmbito das atividades permanentes do festival Sete Sóis Sete Luas, na cidade da Ribeira Grande, representa a cantora Cesária Évora, obra do “street artist” português Frederico Draw.

“A escolha da Cesária foi por ela ser uma personagem da cultura cabo-verdiana”, explica o artista que se dedica, especialmente, à pintura de retratos de personagens desconhecidos, fotografados na rua pelo próprio artista “utilizando as latas de spray como se fossem lápis”.

Dados de apresentação do artista indicam que Frederico Draw tem um “estilo único que confere lirismo ao sujeito representado e faz com que cada parede se assemelhe a um bloco de esboços no qual os lápis são substituídos pela tinta spray” e adianta que “a intensidade teatral dos seus rostos é enfatizada pelo nível de detalhe dos olhares, em claro contraste com o resto do rosto”.

“Gostei da parede pela localização e pela própria textura que ela tinha. Por isso, resolvi aproveitar parte dessa mesma textura”, diz Frederico Draw citado no documento de apresentação do artista que, em jeito de explicação, diz que “a parede tinha uma janela que de qualquer forma ia sempre interferir com o desenho” e, por isso resolveu integra-la de forma a que ficasse na zona da cabeça, “por ser a cabeça também uma janela para o conhecimento”.

A “Diva dos pés descalços” é representada sem joias nem outros adereços por opção do pintor que quis “representá-la como quando ela era mais simples, antes de todas as viagens e adereços”.

Frederico Draw é diretor artístico do coletivo PUTRICA (Propostas Urbanas Temporárias de Reabilitação e Intervenção Cultural e Artística), que vê na arte urbana “uma forma de mudar os espaços vazios na cidade adicionando-lhes novos valores artísticos e culturais”.

Artigo do parceiro

SAPO Muzika

Comentários