Artigo

"O Rei Leão": A Disney vai refazer mais um clássico

Depois de "Alice no País das Maravilhas", "Maléfica", "Cinderela" e "O Livro da Selva", a Disney recupera mais um dos seus clássicos para o apresentar às novas gerações.

Com o sucesso esmagador de "O Livro da Selva", a Disney e o realizador Jon Favreau preparam-se para repetir a receita com "O Rei Leão".
Publicidade

O estúdio fez o anúncio esta quarta-feira, sem revelar qualquer data de estreia para esta nova versão do clássico da animação de 1994 sobre Simba, um curioso e ingénuo leão ansioso por ser rei mas que, enganado pelo seu ambicioso tio Scar, acaba a viver uma vida diferente, esquecendo-se das suas reais responsabilidades até que o destino chama-o.

Com as vozes originais de Matthew Broderick, Jeremy Irons e James Earl Jones, "O Rei Leão" permanece um dos maiores sucessos comerciais de todos os tempos e ganhou o Óscar de Melhor Banda Sonora, que vendeu mais de 14 milhões de cópias, e de Melhor Canção com “Can You Feel the Love Tonight”, de Elton John and Tim Rice.

O filme repetiu o sucesso no teatro, com a estreia de um musical na Broadway em 1997 que originou produções em todo o mundo vistas por mais de 85 milhões de espectadores

A política da Disney de reinventar os seus clássicos para o público contemporâneo já resultou em títulos como "Alice no País das Maravilhas" (2010), "Maléfica" (2014) e "Cinderela" (2015), além do referido "O Livro da Selva", que em abril rendeu quase 966 milhões de dólares a nível mundial e terá continuação.

No próximo ano, chegará "A Bela e o Monstro", com Emma Watson.

Comentários