Artigo

Mindelact: 22ª edição arranca a 16 de setembro e propõe realizar ao todo 36 espetáculos

A 22ª edição do Festival Internacional de Teatro do Mindelo (Mindelact) terá lugar este ano de 16 a 24 de setembro e propõe realizar ao todo, 36 espetáculos e representações de sete países de três continentes.

Seis países, designadamente Angola, Brasil, Portugal, Argentina, Alemanha e Espanha, além de Cabo Verde, naturalmente, irão marcar presença na edição deste ano com quatro espetáculos diários disseminados pelos palcos do Centro Cultural do Mindelo, da Academia Livre de Artes Integradas do Mindelo (ALAIM) e da Academia de Música Jotamont, no decurso dos nove dias que dura o certame.

Além destes três palcos, que o Mindelact já não quer referir como sendo principais, porque a todos os atores e companhias quer dar igual tratamento, o teatro irá chegar a escolas e comunidades de toda a ilha, em forma de palhaço, de homem-estátua, de espetáculo.

No que concerne o orçamento para o certame, os principais dirigentes da associação, o presidente da direção e o diretor artístico, Daniel Monteiro e João Branco, respetivamente, já nem querem ouvir falar, porque consideram que “já choraram o que tinham a chorar, restando agora garantir um festival muito especial, como o tem sido desde a primeira edição, em 1994”.

Os dirigentes da associação artística e cultural Mindelact, entidade promotora do Festival Internacional de Teatro do Mindelo, pensam que chegou a hora de olhar para a frente “espalhando o teatro por todos os cantos de São Vicente”, consubstanciado em 36 espectáculos em pelo menos três palcos.

Em termos de novidade, anunciaram que o Prémio de Mérito Teatral será este ano entregue a Flávio Anilton, como o decidiu a assembleia-geral da associação, um actor cabo-verdiano a desempenhar no Art`Imagem, do Porto, Portugal.

Comentários