Artigo

Mayra Andrade promete novo trabalho discográfico para início de 2018

Mayra Andrade promete um novo trabalho discográfico para início de 2018, o quinto da carreira a solo que sucede “Lovely Difficult” lançado em 2013.

créditos: CM

Em conversa com a Rádio de Cabo Verde (RCV), a partir da ilha do Maio, onde encontra-se de férias, a artista limitou-se apenas a dizer que será um trabalho “diferente” e que vai trazer composições de Tibau Tavares.

Em termos de agenda, a artista vai estar no dia 02 de setembro, com a Orquestra Jazz Matosinhos, no Noite Branca, em Braga, e a 06 de setembro, no Blue Note Rio, no Rio de Janeiro, Brasil, a convite do seu “grande amigo-maestro”, Jaques Morelenbaum.

Mayra Andrade nasceu em Havana, Cuba, a 13 de fevereiro de 1985 e é reconhecida como uma das mais promissoras da música de Cabo Verde.

Na sua discografia constam “Navega”, lançado em 2006, “Stória, Stória” – 2009 e “LovelyDifficult”, o seu mais recente trabalho discográfico, em Novembro de 2013, que foi nomeado em França aos prémios “Victoires de la Musique”, na categoria de WorldMusic.

Mayra Andrade é vencedora do prémio BBC Radio 3 WorldMusic na categoria Revelação, um prémio também ganho pela fadista portuguesa Mariza.

Já colaborou com, entre outros, Cesária Évora, Chico Buarque, Caetano Veloso, Charles Aznavour, Mariza e Pedro Moutinho.

Participou na compilação “Red Hot + Rio 2” em conjunto com o Trio Mocotó. Participa no DVD de “Mart’nália – Em África ao Vivo”.

Em 2012 colabora no disco do Kolme Trio de Ruben Alves (piano), Miguel Amado (contrabaixo) e Carlos Miguel (bateria).

Comentários