Artigo

Linkin Park voltam aos tops depois do suicídio de Chester Bennington

Dois álbuns dos Linkin Park voltaram a entrar no top 10 de vendas nos Estados Unidos na terça-feira, quase duas semanas após o suicídio do líder da banda, Chester Bennington.

"One More Light", o último álbum da banda da Califórnia, que atingiu o primeiro lugar quando foi lançado em maio, voltou para o quarto lugar na lista da Billboard esta semana.

"Hybrid Theory" - o álbum de estreia dos Linkin Park, que foi o disco mais vendido dos Estados Unidos de 2001 e produziu sucessos como "In The End" - regressou ao número oito na última lista semanal, disse a Nielsen Music.

Bennington foi encontrado enforcado na sua casa em Los Angeles a 20 de julho. O cantor de 41 anos lutava há muito tempo contra o vício de drogas e álcool e o trauma do abuso infantil.

A banda apoiou na internet centenas de eventos públicos em todo o mundo para homenagear Bennington, desde concertos de caridade até encontros de fãs.

Em um sinal da popularidade global dos Linkin Park, uma das áreas mais movimentadas em termos de eventos de homenagem é a Ásia, onde a música "Numb" da banda liderou as últimas listas de download de canções em Singapura e Hong Kong.

A cantora pop Lana Del Rey estreou-se no primeiro lugar do top Billboard dos Estados Unidos - divulgado um dia depois do habitual devido a questões técnicas - com o seu último álbum, "Lust for Life".

O álbum, que conta com a participação de estrelas como The Weeknd e Stevie Nicks, vendeu 107 mil unidades ou o equivalente digital.

Comentários