Artigo

Jovem é condenado a prisão perpétua por planear atentado em concerto de Elton John

Um tribunal londrino condenou um jovem de 19 anos a uma pena de prisão perpétua esta segunda-feira, por planear ataques no concerto do cantor Elton John, que aconteceu em Hyde Park em setembro de 2016, e também na movimentada Oxford Street.

A pena prevê um período de prisão incondicional de 16 anos e seis meses.

Haroon Syed, de Londres, declarou-se culpado em abril diante de um tribunal de Old Bailey, sob a acusação de "preparação de atos terroristas" entre o período de abril e setembro de 2016.

O jovem pretendia atacar a principal rua comercial da capital britânica, a Oxford Street, assim como um concerto de Elton John, que ocorreu no dia 11 de setembro.

O jovem foi identificado quando estaria a comunicar com outro extremista na internet, que na realidade era um agente dos serviços britânicos de segurança.

"Syed admitiu que tentou obter uma metralhadora, revólveres, um colete para atentados suicidas e uma bomba", comunicou a polícia em abril.

Para a bomba, fez uma "solicitação especial de que estivesse cheia de pregos para que pudesse fazê-la explodir num lugar lotado como a Oxford Street", acrescentou a instituição em comunicado.

Em junho de 2016, o seu irmão Nadir Syed foi condenado a prisão perpétua com uma pena de prisão incondicional de 15 anos, após ser declarado culpado de planear uma decapitação a 12 de novembro de 2014.

Comentários