Artigo

Governo vai continuar a investir no AME e reforçar investimento na cultura

A garantia foi dada pelo PM ontem, no âmbito da visita ao AME.

créditos: Cláudia Marques | SAPO

O chefe do Governo deu estas garantias à imprensa, na tarde de ontem, dia 11, na Cidade da Praia, durante a sua visita aos stands na Praça Alexandre Albuquerque, no âmbito da V edição do AME-CV, que decorre de desde o dia 10, com extensão à ilha de São Vicente.

“O AME é mais uma oportunidade de nós colocarmos Cabo Verde a ser projetado no mundo e ele tem essa dimensão internacional, junta artistas e homens da cultura e cria uma dinâmica muito forte na Cidade da Praia”, justificou o governante o investimento neste certame. Segundo Ulisses Correia e Silva está-se a comprovar mais uma vez de que se trata dum “grande acontecimento” que se organiza para que se possa projetar internacionalmente a Cidade da Praia e Cabo Verde.

O AME ainda no dizer do governante serve para fazer a “exportação da imagem e da notoriedade” do país e dos seus artistas, por ser um espaço de encontro dos artistas nacionais com artistas estrangeiros, que vão se encontrar nos worshops.

Em jeito de balanço, afirmou que “está tudo bem organizado” e que espera que continue assim e que se faça “boa ponte” com a Kriol Jazz Festival, que arranca na sexta-feira.

Em relação ao investimento que o Governo vai fazer no setor da Cultura no próximo Orçamento do Estado, explicou que se deve ao facto de o Governo querer que a cultura tenha não só o papel que desempenha na sociedade como um fator de identidade, mas que seja um fator de criação da economia, do emprego e de empreendedorismo.

O primeiro-ministro, que também visitou o Palácio da Cultura Ildo Lobo, que foi recente remodelado e que é considerado o “coração do AME”, foi acompanho pelo ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente.

Comentários