Artigo

George Michael morreu há dois meses. O funeral continua a ser adiado

O funeral de George Michael, artista que morreu a 25 de dezembro, continua a ser adiado.

Segundo a revista NME, a equipa legista que está a analisar as causas da morte do cantor ainda está à espera dos resultados finais dos exames toxicológicos.

O corpo do fundador dos Wham! só será entregue à família depois das autoridades britânicas concluírem o inquérito sobre a morte do cantor. Os resultados dos exames solicitados pelos médicos vão revelar se George Michael morreu ou não devido ao consumo de drogas.

Segundo as autoridades britânicas, o resultado da autópsia não conseguiu determinar a causa da morte do cantor. "A causa da morte é inconclusiva e serão realizados mais testes", confirmou a polícia de Thames Valley à CNN.

George Michael morreu a 25 de dezembro, aos 53 anos, alegadamente de "insuficiência cardíaca", de acordo com o seu agente.

Durante a carreira de quase quatro décadas, o cantor vendeu mais de 100 milhões de discos em todo o mundo. Em 1981, com Andrew Ridgeley, criou os Wham!, duo que ficou conhecido por temas como "Wake Me Up Before You Go-Go" ou "Last Christmas".

A solo, George Michael atuou apenas uma vez em Portugal, em 2007, no Estádio Municipal de Coimbra, por ocasião dos 25 anos de carreira.

Comentários