Artigo

Expavi retorna às origens com “Guerra Santa”

Este é o quarto álbum de Expavi.

créditos: Foto Cedida

Jair Almeida ou Expavi, natural de Mindelo, é um dos rappers mais conceituados do panorama do Rap Crioulo e já conta com quatro álbuns no mercado, o último, ‘Guerra Santa’  está disponível nas plataformas digitais desde o dia 12 de maio, sexta-feira.

Depois de “K1 Klass Dagaita” (2015), em parceria com o multi-instrumentalista Hernani Almeida, um álbum que surpreendeu pela combinação de ritmos, Expavi retorna às origens com “Guerra Santa”.

“Este álbum está mais focado na cultura hip hop, na sua origem e traz o instrumental do rap underground”, explica.

O álbum conta com 16 faixas, com composições de Expavi e várias participações de artistas como Cee Jay Sena, Black God, GG, Aluizo, Mark Delman, Mellisa Andrade, Bieitch, Dj Letra, Cadillac Djack e a escolha do nome não foi por acaso.

“O nome revela o meu ponto de vista do mundo nos últimos tempos. Vivemos uma guerra sangrenta ao qual chamamos de ‘santa’: nação contra nação, conflito entre religiões, irmão contra irmão, gang contra gang, filhos contra pais e vice-versa. E essa guerra começa dentro das nossas casas, com a educação que transmitimos aos nossos todos os dias…”, afirma.

"Esta é a minha contribuição para melhorar o nosso Rap Crioulo" 

Expavi é também um rapper que se destaca pelas suas rimas centradas em temas sociais e políticas e este trabalho ‘não foge à regra’. “Este álbum está recheado de mensagens… não tenho razões para mudar o meu estilo. Quem quer ouvir música de festa ou ‘paranoia’ que procure ouvir outro artista. Eu sou um mensageiro! Quero ajudar a preservar este estilo e o seu potencial, que se tem vindo a perder nos últimos tempos”.

À semelhança do trabalho anterior, “Guerra Santa” está disponível nas plataformas digitais para download gratuito e vai ter também versão física mas não será comercializada.

“Vou oferecer aos que participaram neste trabalho, para as rádios, etc. Não tenho pretensão de viver da música, esta é a minha forma de luta, a minha contribuição para melhorar o nosso Rap Crioulo. Posso ganhar algum dinheiro nos shows, mas essa não é a minha prioridade. O objetivo é levar a mensagem e fazê-lo com qualidade”, ressalva.

Quanto a shows de apresentação do álbum, Expavi avança que ainda está a trabalhar nas datas mas que brevemente irá anunciar. O artista revela, entretanto, que está a preparar o lançamento de novos videoclipes que deverão estar prontos até o final deste mês.

Expavi, que vive nos Estados Unidos, está também a preparar a sua vinda para Cabo Verde para encontros com MCs, Djs, promotores de eventos, para a organizar uma tournée na ilhas e um grande espetáculo em novembro, mês internacional do Hip Hop.

Guerra santa

Comentários