Artigo

Escândalo sexual: Polícia de Beverly Hills investiga Weinstein e Toback

A polícia de Beverly Hills informou que investiga "múltiplas queixas" contra o produtor Harvey Weinstein, que caiu em desgraça após a série de acusações de abuso sexual, e o realizadorr James Toback, que também é alvo de muitas denúncias.

As acusações contra Weinstein publicadas no mês passado pelo jornal The New York Times e a revista The New Yorker encorajaram outras figuras públicas, o que provocou uma série de denúncias de agressões sexuais contra as duas personalidades importantes de Hollywood.

O comunicado da polícia não revela detalhes sobre as "queixas" e indica que no momento não serão divulgadas informações adicionais.

Quase 60 mulheres, incluindo estrelas como Gwyneth Paltrow, Angelina Jolie e Mira Sorvino, acusaram Weinstein de abuso sexual e assédio. Também foram apresentadas denúncias de violação. O produtor nega qualquer ato não consensual.

O jornal Los Angeles Times entrevistou 38 mulheres que acusaram Toback de encontros sexuais não desejados. A publicação informou que recebeu e-mails e ligações de outras 200 alegadas vítimas após a publicação da reportagem. Tal como Weinstein, Toback nega as acusações.

Comentários