Artigo

Kataleya e Calema prometem “um show quente” em Cabo Verde

Kataleya e Calema

A cantora brasileira Kataleya e a dupla santomense de origem cabo-verdiana, Calema, encontram-se em Cabo Verde para fazer dois espetáculos em Santiago.

Os artistas que desembarcaram na tarde de quarta-feira, 03, no aeroporto Nelson Mandela, na Praia, vão atuar juntos pela primeira vez no arquipélago.

Mas para Kataleya, esta é a segunda vez em concerto no país. A cantora diz estar ansiosa para voltar ao palco. “A primeira vez que estive cá, vi que o público é muito acolhedor. Um concerto é uma troca de energias entre o público e o artista”.

Pela primeira vez na terra dos avós, os Calema dizem que vai haver muita emoção, música e partilha no concerto. “O show vai ser quente. Esperamos que os cabo-verdianos se envolvam nesta partilha e que todos fiquem felizes”.

Kataleya e os irmãos Fradique e António Mendes Ferreira, que formam o grupo Calema, vão brindar o público com vários temas, entre os quais “Tudo Por Amor”, uma música dos Calema que contou com participação especial de Kataleya.

O primeiro espetáculo acontece nesta sexta-feira,05, no espaço Cockpit, na Praia. Os bilhetes do show custam 700$00 (escudos).

No próximo sábado, 06, os artistas vão marcar presença na “Noite de Emigrante” em Assomada. Ravidson, Willy Monteiro, Zé Espanhol, Eddu, Lippe Monteiro e Tony Fika são outros músicos que vão atuar no evento. Os bilhetes custam 700$00 (pré-venda).

Perfil:

A dupla Calema é formada pelos irmãos Fradique e António Mendes Ferreira. A dupla natural de São Tomé e Príncipe é descendente de cabo-verdianos. “Os pais da nossa mãe são cabo-verdianos”.

Pela primeira vez no arquipélago para concertos, os irmãos dizem sentir-se em casa. “Aqui é muito parecido com São Tomé e Príncipe, a temperatura, as pessoas,… é como se estivéssemos em casa”, afirmam.

Questionados sobre a escolha do nome da dupla, os irmãos explicam: “Somos da parte sul de São Tomé e Príncipe, onde vivem os pescadores, então queríamos um nome que tivesse uma ligação com as nossas raízes. Calema significa ondas que trazem uma mistura de várias emoções e isso que nos faz caminhar todos os dias”.

“Bomu Kêlê” que significa em português “Vamos Acreditar” é o primeiro trabalho discográfico dos irmãos Ferreira.

Natural do Rio de Janeiro, Kataleya é uma cantora brasileira com grande influência do zouk. O primeiro CD da artista foi gravado aos 11 anos de idade.

“Dava Tudo”, “Amor Não é Complicado” e “Tudo em mim”, que faz parte da trilha sonora da novela portuguesa “A Única Mulher”, são alguns dos singles de sucesso da brasileira.

Em 2014, Kataleya esteve no arquipélago e aproveitou a sua estadia para gravar o videoclip do single “Tudo em mim” na ilha de Boa Vista.

Calema e Kataleya conheceram em 2015 na Label Klasszik, uma produtora que se dedica à música da CPLP e está sediada em Portugal. No mesmo ano, gravaram o tema “Tudo Por Amor” que tornou-se um sucesso. “Agradecemos a todas as pessoas por terem acreditado na música e em nós”, afirmam os irmãos.

Questionados sobre projetos futuros, tanto os santomeneses com a cantora brasileira dizem que se encontram em estúdio a gravar e os álbuns estão previstos para sair ainda este ano.

Comentários