Artigo

São Vicente: Kavala Fresk Feastival convidado para certame internacional em Portugal

A organização Kavala Fresk Feastival vai marcar presença em Portugal na edição deste ano do “Peixe em Lisboa”, a convite da Docapesca – Portos e Lotas, que vai dedicar um dia do certame ao evento mindelense.

Kavala Fresk Feastival 2016

Segundo Josina Freitas, da Mariventos,  “Peixe em Lisboa” decorrerá de 30 de março a 09 de abril, sendo o dia 08 dedicado à organização mindelense, com a designação “Oli Kavala Fresk”, cavala portuguesa com sabor cabo-verdiano.

Trata-se, segundo a mesma fonte, de um convite “muito importante” e que “honra” o Kavala Fresk Feastival, já que a organização sempre teve “foco em internacionalizar cada vez mais” o certame sanvicentino.

“Internacionalizar no sentido de trazer as pessoas, de projetar o nosso destino para quando as pessoas fizerem uma pesquisa na net, por exemplo, encontrarem o Kavala Fresk Feastival como um dos grandes eventos gastronómico”, concretizou a mesma fonte, para quem iniciativas como esta servem também para trazer mais-valias para a ilha e para Cabo Verde.

Josina Freitas lembra que Kavala Fresk Feastival é um produto gastronómico/cultural mas que não esquece o lado económico, pois “quanto mais projetarmos o evento e mais pessoas vierem conhecer o nosso produto aqui no nosso destino” melhor.

Por isso, no desenho daquilo que quererão levar para Portugal, feito “com todo o cuidado e atenção nos pormenores”, entram “parceiros da primeira hora” como a câmara de São Vicente, os departamentos governamentais ligados às áreas da Cultura e das Indústrias Criativas , Economia e Turismo, os quais serão convidados a participar na iniciativa.

“Vamos dar conhecimento e preparar um programa com a câmara e esses ministérios para vender da melhor forma o evento, o nosso destino São Vicente e o nosso país Cabo Verde”, concretizou Josina Freitas, ciente da importância de “sair para vender o conceito” e conquistar mais pessoas para virem nas próximas edições.

“Eles dedicaram um dia inteiro ao Kavala Fresk Feastival e denominaram o 08 de abril de ‘Oli Kavala Fresk’, o que é fantástico para nós, e vamos tentar potenciar isso juntando uma agenda cultural, sendo São Vicente conhecido pela seu forte laço com a cultura”, ajuntou a mesma fonte.

A cuidar dos petiscos à moda cabo-verdiana deve seguir na comitiva o chef Amílcar Tavares, proprietário do restaurante mindelense Dokas, com “showcooking” no espaço da cozinha Docapesca.

Assim, depois da participação numa mostra gastronómica em Itália e da vinda a São Vicente de dois chefs internacionais, um egípcio e um português, segue a marcha da internacionalização do Kavala Fresk Feastival, agora com a presença confirmada, em Abril, na mostra “Peixe em Lisboa” da Docapesca, Portos e Lotas, em Lisboa, Portugal.

O Kavala Fresk Feastival, segundo os organizadores, tem por objectivo criar um produto gerador de rendimento, consolidando São Vicente como um destino turístico, promovendo a gastronomia como produto cultural e turístico.

Outros objetivos passam pela promoção do empreendedorismo jovem e o incremento de atividades culturais no desenvolvimento e crescimento económico de São Vicente.

A primeira edição do certame ocorreu em julho de 2013.

Comentários