Artigo

Praia: PAICV e MpD votam a favor da proposta de criação do Dia Municipal da Tabanca

A proposta foi apresentada e debatida ontem, na Cidade da Praia, durante a IV sessão ordinária da Assembleia Municipal.

Os eleitos municipais do MpD e do PAICV votaram hoje a favor da proposta de criação do Dia Municipal da Tabanca, com o argumento de que se trata de uma manifestação cultural típica da ilha de Santiago. A proposta foi apresentada e debatida ontem, na Cidade da Praia, durante a IV sessão ordinária da Assembleia Municipal.

O vereador da Cultura, António Lopes da Silva, disse que a câmara decidiu criar o Dia Municipal da Tabanca porque é uma manifestação cultural típica da ilha de Santiago, que reflete a história e a construção da cidade, com raízes profundamente populares que durante a época colonial foi reprimida.

“É uma manifestação que faz parte da nossa história que devemos valorizar e torná-la num atividade cada vez mais forte e presente em todas as atividades culturais na Cidade da Praia”, realçou, frisando que estão a criar todas as condições para que a tabanca tenha recursos financeiros e não só de modo a sobreviverem de uma forma digna.

António Lopes da Silva avançou que a ideia passa por levar a tabanca para junto das escolas, das pessoas da cultura e de todas as camadas da população, assegurando que o regulamento de atribuição de apoios já foi aprovado e que cada grupo já receber cerca de 200 mil escudos, mas que nos próximos anos esse montante poderá aumentar.
Por seu turno o líder da bancada do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV – oposição), Vladimir Ferreira, disse que a proposta teve a aprovação da sua bancada alegando que se trata de uma manifestação cultural muito forte da ilha de Santiago e da cidade que merece a devida valorização.

“Apelamos a autarquia no sentido de fazerem um trabalho social mais próximo dos grupos das tabancas, porque para além da manifestação cultural é preciso saber um pouco mais sobre o perfil das pessoas e praticam a tabanca, quais são as necessidades sociais, económicas e integração social sendo que há um conjunto de aspetos que podem ser trabalhados”, sublinhou.

Para o líder da bancada do Movimento para a Democracia (MpD-poder), Ivan Bettencourt, que partilha da mesma opinião, a tabanca sobretudo na cidade da praia é um marco cultural que merece ser valorizado.

“Uma das propostas avançadas pelos grupos é o dia 29 de julho como sendo o último dia das festividades da tabanca e a data será concertada entre as duas partes”, adiantou. Durante a IV sessão ordinária da Assembleia Municipal da Praia foram aprovados o plano de atividades e o orçamento de gestão avaliado em 2.5 milhões de contos.

Comentários