Artigo

Obra sobre Cabo Verde e Guiné-Bissau lançada na Praia

O livro é do escritor brasileiro Ricardino Dumas Teixeira.

“Cabo Verde e Guiné-Bissau – As Relações entre a Sociedade Civil e o Estado”

“Cabo Verde e Guiné-Bissau – As Relações entre a Sociedade Civil e o Estado” é o título do livro do escritor brasileiro Ricardino Dumas Teixeira, que será lançado sexta-feira, 17, na cidade da Praia.

De acordo com uma nota enviada à Inforpress, o livro de 519 páginas, sob a chancela da editora Unilab (Livraria Universitária), é resultado de um trabalho de pesquisa do autor depois de três anos de trabalho no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa (INEP) da Guiné-Bissau, o que lhe proporcionou bagagem e conhecimento sobre as relações entre a Guiné-Bissau e Cabo Verde.

Segundo a mesma nota, o livro examina as relações entre a sociedade civil e o Estado em Cabo Verde e na Guiné-Bissau entre 1994-2008, sendo que para alcançar este objetivo, o autor analisou as razões relacionadas às configurações distintas da sociedade civil e do Estado, em cada um dos países, nesse período, indicando os aspectos que pudessem ter gerado suas especificidades.

A análise revelou a presença de grupos que se configuravam para além do sistema social e político, com presença e visibilidade nos dois países.

O livro também problematizou a inserção desses grupos na formação da sociedade civil e discutiu em que medida os suportes teóricos e conceituais produzidos em contextos outros foram suficientes no contexto dos países em pauta.

Na Guiné-Bissau chamou atenção a questão da identidade, do conflito interno e da atuação da sociedade civil na busca de espaços favoráveis à democracia.

Em contraste, em Cabo Verde a sociedade civil ficou marcada pela competição bipartidária e pela tensão na disputa por financiamento público do Estado, entendido enquanto direito, considerando o papel da sociedade civil nas políticas públicas de desenvolvimento.

Considerou-se, ainda, o peso do passado colonial, o regime do partido único e o presente marcado pela desigualdade e dependência das agências internacionais da ONU (Nações Undidas), no quadro neoliberal.

Ricardino Dumas Teixeira possui graduação em Ciências Sociais com habilitação Complementar em Sociologia pela Universidade Federal de Roraima (UFRR), Mestrado e Doutorado em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

É professor-adjunto da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), lotado no Instituto de Humanidades e Letras e no Curso de Bacharelado em Humanidades (IHL-BHU).

Actualmente desenvolve pesquisa e estudo comparativo na área de Sociologia e Ciência Política, com realce em Sociologia Política e Sociedades Africanas, interessado particularmente em desenvolver estudos e abordagens em alguns temas sociológicos e políticos, tais como: democratização, sociedade civil, estado, África, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Brasil.

É autor do livro "Sociedade Civil e Democratização na Guiné-Bissau, 1994-2008".

O lançamento terá lugar esta sexta-feira,17, a partir das 18:00 na Livraria Pedro Cardoso e vai estar a cargo dos professores universitários Iva Cabral e Nardi Sousa.

Comentários