Artigo

Novo livro de poemas de Carlota de Barros lançado na Praia

“Na Pedra do tempo” é o título do mais recente livro de poemas da escritora cabo-verdiana.

créditos: Inforpress

Em declaração a imprensa, a autora adiantou que a obra contem 63 poemas, com conteúdos que lhe vem na alma como o amor, a paixão, a dor, a alegria, ou seja, uma “viagem da alma em silêncio”, com retratos e vontade de ser um pássaro, água, mar ou ilhas.

Carlota de Barros assegurou que neste livro está a sua alma cabo-verdiana, e quando as pessoas começaram a ler o poema vão sentir que esses poemas têm tudo a ver com Cabo Verde, tendo avançado que optou pelo titulo “Na Pedra do tempo” por ser um símbolo do arquipélago e pelo facto de muitos poetas cabo-verdianos abordarem o tema.

Na ocasião, disse que cada poema deste livro representa uma pedra das ilhas de Cabo Verde. Por se tratar de um livro de poemas, considerou que “é muito especial”, e por isso fez questão que fosse publicado pela Artiletra, uma vez que os seus primeiros poemas foram publicados por esta editora.

“Quando estou no meu cantinho a ler um livro qualquer, normalmente leio sempre poesia e aparece uma palavra que me cativa e fico agarrada a esta palavra e largo o livro. A partir daí essa palavra começa a me perseguir e pego num caderno ou bloco e começo a escrever continuo no outro dia depois com mais força e de seguida passo para o computador onde dou mil voltas até que o poema fique pronto”, explicou.

Carlota de Barros disse que nunca está satisfeita quando escreve um livro porque sempre que volta a ler a obra já editada apetece-lhe mexer e muda-lo, mas explica que há exceções sendo que as obras com mais sentido de alma, e o momento em que escreve. contribuem sempre para essa vontade de mudar algo.

A apresentação da obra foi feita pela escritora Dina Salústio e Eunice Mascarenhas. Paralelo ao lançamento do livro de poemas “Na Pedra do tempo” de Carlota de Barros, foi lançado também a nova edição do jornal Artiletra.

Carlota de Barros é poetisa e escritora e em 2000 lançou o seu primeiro livro de poesia, “A Ternura da Água”; em 2003 publicou “A Minha Alma Corre em Silêncio”, segue-se “Sonho Sonhado” em 2007 que é reeditado em 2008, numa edição trilingue (Crioulo, Português e Inglês), a primeira edição trilingue publicada em Cabo Verde.

Artigo do parceiro

SAPO Muzika

Comentários