Artigo

Ministério da Cultura quer que privados assumam realização do AME nos próximos três anos

A intenção foi manifestada através de um comunicado do gabinete de imprensa do Governo.

Wesli

O Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas quer que o setor privado assuma a realização do Atlantic Music Expo (AME-CV), uma das amostras da cultura cabo-verdiana, informou hoje uma nota de imprensa do Governo.

A intenção foi manifestada através de um comunicado do gabinete de imprensa do Governo, que diz que “o Estado já cumpriu o seu papel para a concretização de um mercado da música em Cabo Verde” e anuncia abertura de espaço para os privados assumirem agora a realização do evento.

O comunicado diz ainda, que “sendo AME-CV uma marca propriedade do Estado de Cabo Verde, devidamente registada, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC) está aberto a propostas de privados que queiram fazer concretizar o projeto e promover a sua realização nos próximos três anos”.

Na mesma nota de imprensa, o MCIC adiantou que vai anunciar no início do ano 2018, um novo projeto no setor da música como parte de uma política pública de incentivo e promoção à música, que visa promover, de forma mais efetiva e pragmática, a partir do Estado, a música de Cabo Verde e, sobretudo, que dê mais oportunidade aos músicos cabo-verdianos.

De acordo com o comunicado, o foco do novo evento estará voltado para a música cabo-verdiana e para os músicos cabo-verdianos, criando mecanismos para que ninguém fique de fora, e para que todos tenham oportunidade de mostrar aos produtores e programadores nacionais e internacionais os seus talentos.

“Igualmente, estará na música popular tradicional cabo-verdiana nos sons e nas vozes, nos instrumentos e nos instrumentistas “made in Cabo Verde” e terá a preocupação de, não só ser um evento com menor custo, como também abarcar uma vasta participação do setor privado na sua concretização”, lê-se no comunicado.

O AME-CV é uma feira de música, onde profissionais da área, ‘managers’, produtores, jornalistas, empresários, diretores, agentes, ‘bookers’, distribuidores, videastas, fotógrafos, fabricantes de instrumentos, equipamentos e acessórios diversos, de todo o mundo, expõem os seus produtos e refletem sobre a sua área de atividade.

O evento promovido pelo MCIC tem sido também palco de amostras de CD, DVD e para demonstração de instrumentos e equipamentos musicais, de conferências, ‘workshops’, ateliês, formação, palestras, debates, sem esquecer os ‘showcases’ e concertos para o público profissional.

O AME-CV antecede a realização do Kriol Jazz Festival, sendo que a primeira edição teve lugar entre 08 e 10 de abril de 2013, na capital do país.

A V edição Atlantic Music Expo (AME-CV) foi realizada em abril de 2017, na Cidade da Praia.

Comentários