Artigo

Ministério da Cultura e Câmara de Santa Cruz assinam protocolo para promoção do património nacional

O ministério da Cultura e das Indústrias Criativas e a Câmara Municipal de Santa Cruz assinaram hoje, na Praia, um protocolo de colaboração e apoio visando a preservação, conservação e promoção do património nacional material e imaterial.

colóquio sobre a tabanca, presidido pelo Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, em Tarrafal de Santiago.

créditos: Foto cedida

O protocolo, que foi rubricado pelo ministro Abraão Vicente em representação do Ministério da Cultura e Indústrias Criativas e pelo edil Carlos Alberto Silva, em nome da Câmara Municipal de Santa Cruz, foi considerado “importante” para a materialização de uma agenda ambiciosa no sector cultural.

“Santa Cruz é um concelho com grande potencial e este protocolo vai permitir que a câmara realize e materialize essa agenda de preservação, conservação e promoção da nossa riqueza cultural”, disse o autarca Carlos Alberto Silva.

Conforme o edil de Santa Cruz, este protocolo vai contribuir para a realização de obras do Centro Cultural Sema Lopi, onde será também, incluído o projecto do Centro Interpretativo de Funaná, Batuque e Tabanka.

Além destas obras, a Câmara Municipal de Santa Cruz vai em 2019, informou Carlos Alberto Silva, dar início à remodelação da primeira igreja do concelho.

“Neste momento vamos dar início a obras das campas de Sema Lopi, Inácia Gomes e Antão Barreto, e vamos a partir de 01 de Janeiro repor o sinal no ar da Rádio Voz de Santa Cruz”, explicou.

Por sua vez, o ministro Abraão Vicente enalteceu o empenho do autarca de Santa Cruz para a concretização do protocolo que poderá tornar-se num modelo de parceria entre o ministério e as câmaras municipais.

“É uma agenda clara e pragmática, que dá visibilidade para o futuro do trabalho que instituições como o ministério e as câmaras devem fazer. Com este protocolo comprometemos a financiar as campas de Sema Lopi, Inácia Gomes e Antão Barreto para que sejam visitadas e reconhecidas como personalidades marcantes da cultura”, disse.

Através deste protocolo, sublinhou, o Ministério da Cultura comprometeu-se, ainda, a financiar em 50 por cento a recuperação e entrada em funcionamento da Rádio Voz de Santa Cruz e o financiamento de 30 a 50 % do Centro Cultural Sema Lopi.

Consta ainda do apoio do Ministério da Cultura, indicou o governante, a mobilização de financiamento para o projecto restauro da Igreja de Achada Igreja, que irá entrar no Orçamento do Estado em 2019.

“O projecto já foi introduzido no pacote de projectos do Instituto Património Cultural, já foi entregue ao primeiro-ministro e o ministro das Infraestruturas para a sua entrada nos projectos estruturantes deste Governo até 2021”, afirmou.

Ainda Abraão Vicente, o ministério pretende incluir, ainda, neste domínio de apoio a execução dos bustos dos grandes nomes da cultura de Santa Cruz para figurar no concelho.

No protocolo assinado hoje o Ministério da Cultura compromete-se em disponibilizar apoios financeiros, enquanto a outra parte em materializar e executar as obras, cuja data ainda está para ser acordada.

Artigo do parceiro

SAPO Muzika

Comentários