Artigo

Mindelact divulga programação de "Março – Mês do Teatro"

Dia Mundial do Teatro assinala-se a 27 de Março.

créditos: Site oficial Mindelact

A Associação Artística e Cultural Mindelact divulgou hoje o programa do março – Mês do Teatro, com 14 espetáculos previstos de 10 de março a 02 de abril, programação da “exclusiva responsabilidade” dos grupos proponentes.

A equipa que coordena a iniciativa informa que março – Mês do Teatro é uma iniciativa da Associação Mindelact e dos grupos e companhias de teatro do Mindelo, e conta com as parcerias da ALAIM, do Centro Cultural do Mindelo, do Camões Centro Cultural Português Polo do Mindelo e da Alliance Française do Mindelo.

“Mor, vou pousar nua”, do Grupo de Teatro Somá Cambá, inaugura a série de espetáculos, dias 10 e 11, mas o Grupo de Teatro Craq’Otchod tem igualmente agendada a apresentação da peça “Esquizofrenia”, no dia 11.

Seguem-se, “Projeto Bulimund”, dias 14 e 15, “Pergunta’m”, 17, 18 e 19, “Somos todos ubu”, 17 e 18, “A noiva virtual”, dia 19, “Projeto bulimundo nas escolas”, 23 e 24, “As criadas”, 24 e 25. E “Teorema do silêncio” dias 25 e 26 de março.

O programa consagra ainda os espetáculos “Mama mia” e “Os profissionais”, ambos no dias 25 e 26, “Hastag”, 26, “Eu já fui assim”, 30 e 31 e, finalmente, “Ponto G”, dias 01 e 02 de abril. Os espetáculos terão como palco o Centro Cultural do Mindelo, a ALAIM, Centro Social da Ribeira de Craquina e em Espia.

Março – Mês do Teatro foi institucionalizado em 2000 e as atividades prolongam-se ao longo do mês e tem o ponto alto habitualmente, com a comemoração do Dia Mundial do Teatro, a 27de março, e a entrega do Prémio de Mérito Teatral.

Por outro lado, os sócios da Associação Mindelact devem reunir-se em assembleia-geral eletiva esta sexta-feira, 11, com uma ordem do dia que contempla a apresentação de contas e eleição dos novos corpos gerentes para o triénio 2017-2020.

Da reunião deve sair ainda a decisão sobre o Prémio de Mérito Teatral 2017, uma criação da Associação Mindelact, que data de 1999, para, todos os anos, homenagear grupos, figuras, empresas ou instituições que se destaquem pelo apoio e contribuição para o desenvolvimento das artes cénicas. Tem como objetivo principal servir de incentivo para aqueles que, de uma forma ou de outra, tem contribuído para o melhoramento do teatro cabo-verdiano.

De 1999 a esta parte foram premiados, entre outros, Juventude em Marcha (produção teatral), Mário Matos (investigação) Centro Cultural Português do Mindelo - IC, Francisco Fragoso (encenação) Escola Salesiana de Artes e Ofícios, jornal A Semana e a Rádio de Cabo Verde (promoção), público do Mindelo, Cine-Teatro Éden Park (infraestrutura), Grupo Otaca, Banco Comercial do Atlântico e os artistas Luísa Queirós e César Fortes.

Mais informação no site oficial do Mindelact

Comentários