Artigo

Livro "Cabo Verde 100 Poemas Escolhidos” apresentado terça-feira na Praia

A obra organizada pelas professoras brasileiras e cabo-verdiana, Érica Antunes Pereira, Mária de Fátima Fernandes e Simone Caputo Gomes.

A Livraria Pedro Cardoso, na Cidade da Praia, faz, terça-feira, o lançamento da obra "Cabo Verde 100 Poemas Escolhidos", uma compilação de poesias de escritores cabo-verdianos do século XIX e atuais.

À Inforpress, Simone Gomes, uma das organizadoras e editores da obra, explicou que o trabalho ficou estruturado em “ciclo de tempo”, ou seja, dos escritores mais antigos retratados no livro como a Antónia Pusich (1805) com o poema “Um cipreste”, à escritora mais nova, Eileen Barbosa (1982), com “A minha gente”. “São 100 poemas dos vários autores.

Nós percorremos toda a literatura cabo-verdiana, começamos com a Antónia Pusich que é considerada a autora inicial e terminamos com a Eileen, uma das mais jovens das artistas da literatura cabo-verdiana”, acrescentou. Segundo Simone Gomes, para a publicação do livro “trilharam” um “ciclo do tempo”, isto é, a obra está organizada pelo tempo que viveram os autores, dos mais antigos aos mais novos.

“Os versos contidos no livro mantiveram a grafia original e estão organizados de forma cronológica, conforme a data de nascimento dos seus autores”, apontou. Simone Gomes fez saber ainda que, a obra levou em consideração a produção e o horizonte estético da série literária cabo-verdiana, onde cada poema escolhido foi publicado, permitindo, assim, ao leitor acompanhar a trajetória e o caráter inovador das criações dos crioulos ao longo do tempo.

Por outro lado, adiantou que, inicialmente, escolheram 100 poemas, mas que depois tiveram dificuldades em conseguir autorizações dos autores, uma vez que, alguns deles já faleceram e teriam que contactar os herdeiros.

“Não conseguimos autorizações de todos os 100 poemas escolhidos inicialmente, entretanto, tivemos que escolher mais alguns para substituir, por isso, o produto final não foi o que traçamos no princípio”, lamentou.

“Não conseguimos infelizmente, localizar alguns herdeiros e optamos por fazer tudo corretamente, com todos os direitos autorais”, disse, ressaltando que a maior dificuldade em lançar um livro é a permissão dos criadores para a sua publicação.

Esta obra, a quinta a ser lançada, este ano, pela Livraria Pedro Cardoso, foi organizada pelas professoras brasileiras e cabo-verdiana, Érica Antunes Pereira, Mária de Fátima Fernandes e Simone Caputo Gomes.

Comentários