Artigo

José Luiz Tavares participa em Conferência de Literatura em Língua Portuguesa nos EUA

A 5.ª Conferência de Literatura em Língua Portuguesa acontece sexta-feira na Universidade de Massachusetts em Boston.

CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v80), quality = 80

Os escritores João Tordo, de Portugal, Paulo Scott, do Brasil, e José Luiz Tavares, de Cabo Verde, são os participantes da 5.ª Conferência de Literatura em Língua Portuguesa, que acontece sexta-feira na Universidade de Massachusetts em Boston.

A conferência deste ano tem o tema “A Solidão Acompanhada na Literatura Lusófona” e será moderada pelo professor e escritor Onésimo Teotónio Almeida, da Universidade de Brown.

“Esta conferência tem como objectivo primordial aproximar culturas, vozes e identidades que têm em comum a língua portuguesa”, diz a universidade em comunicado, explicando que “todos os anos é lançado um tema comum aos três países parceiros e amigos para que cada escritor possa dar o seu testemunho pessoal e intimista sobre o mesmo.”

O tema deste ano, acrescenta o comunicado, tenta abordar “a solidão como condição humana num mundo cada vez mais (des)conectado.”
“A literatura como um exercício solitário de observação. Como é que as obras dos convidados plasmam tal experiência? De que modo nos conecta a outras vivências da solidão?”, perguntam os organizadores.

João Tordo falará do seu último livro, “O paraíso segundo Lars D.”, que parte de uma trilogia em que o leitor conhece um casal sexagenário que descobre a sua verdadeira identidade na solidão.

O brasileiro Paulo Scott abordará o tema com base no livro “O ano em que vivi de literatura”, que conta a história de um escritor que ganha o prémio de melhor escritor e se depara com uma crise de falta de criatividade.

José Luiz Tavares, de Cabo Verde, autor dos livros de poesia “Paraíso Apagado por um Trovão” e “Agreste Matéria Mundo”, trabalha actualmente na tradução de poemas de Fernando Pessoa e Camões, completa o painel.

A conferência, que é organizada em parceria pelos consulados dos três países, o centro Camões, as Universidade de Massachusetts e Harvard, e a Coordenação do Ensino de Português nos EUA, propõe-se a “reflectir sobre o que estes autores nestes três espaços da lusofonia produzem, o que pensam, como pensam, como dão voz às suas palavras dentro do cânone literário.”

“Em suma, é uma oportunidade de apresentar a produção literária lusófona a um público maior e interessado na troca de informação”, conclui a organização em comunicado.

João Tordo também dá hoje uma palestra na Universidade de Massachusetts em Dartmouth, sobre literatura e intervenção.

Comentários