Artigo

Cientistas do Louvre em Paris investigam desenho semelhante a "Mona Lisa"

Cientistas no Museu do Louvre, em Paris, estão a investigar a possibilidade de ter encontrado um desenho a carvão de uma mulher semelhante a Mona Lisa, "pelo menos em parte" atribuído ao pintor Leonardo Da Vinci (1452-1519).

A figura feminina apresenta-se nua e com um sorriso misterioso e tudo indica tratar-se de uma variante de "Mona Lisa" (1503), um dos quadros mais célebres do artista do Renascimento, conforme considerou o curador do museu Condé, Mathieu Deldicque, em Chantilly, França, numa entrevista à agência de notícias France Presse, na quinta-feira.

"Estamos diante de uma composição que foi trabalhada em paralelo com [a do quadro] Mona Lisa, no final da vida de Leonardo Da Vinci", afirmou o representante da instituição localizada no Castelo de Chantilly, onde o esboço, adquirido em 1862 pelo duque de Aumale, foi preservado até aos dias de hoje.

O desenho, intitulado "Joconde Nue", encontra-se a ser alvo de investigações desde do passado mês de agosto, no Centro de Pesquisa e Restauração dos Museus de França (C2RMF), com o intuito de provar se foi concebido pelo pintor da Toscânia.

A equipa de cientistas enfrenta o desafio de desvendar o mistério em torno da atribuição do esboço antes do 500.º aniversário da morte de Da Vinci - uma efeméride que será celebrada com uma exposição em Chantilly - sendo que o perito em conservação do C2RMF, Bruno Mottin, já sublinhou a "alta qualidade" do rascunho, submetido a uma bateria de exames que incluem a fotografia com luz rasante, a fluorescência de raios X e por raios ultravioleta e a refletografia de infravermelhos.

Para Deldique, apesar de este não ser "uma cópia pálida" de "Mona Lisa", mostrando várias correções feitas pelo artista, o desenho remete para a "presença de uma obra-prima cativante [e de] uma beleza estranha na encruzilhada dos géneros".

Até agora, as primeiras análises permitiram determinar a data do desenho - entre 1485 e 1538 - um período temporal que abrange uma secção da vida do artista, levando os cientistas, tal como Deldique, a crerem que tal rascunho terá servido de "preparação para uma pintura a óleo".

O curador do museu Condé admite, contudo, que "está tudo em aberto" quanto à participação de Da Vinci na criação do esboço, adiantando que os resultados da investigação, em andamento, serão revelados em 2019.

Foto: Tiago David

Comentários