Artigo

António Ludgero Correia anuncia novo romance intitulado “Sobrevivente”

Autor ganhou o Prémio Sonangol de Literatura em 2006.

Autor

O escritor António Ludgero Correia lança a 25 de maio, na Cidade da Praia, o romance intitulado “Sobrevivente” que conta a história de um estudante/emigrante que emigra para São Tomé e regressa para Cabo Verde “bem sucedido”.

Em declarações à Inforpress, o autor, disse que o romance, que é o seu quinto livro e que sucede “Silêncio cúmplice”, conta a história de um estudante antes da independência de Cabo Verde que consegue terminar o liceu, mas que com a perseguição política não consegue um lugar na administração pública e nem uma bolsa de estudo e acaba por emigrar para São Tomé e Príncipe.

Segundo informou a mesma fonte, toda a história do livro, que descreveu a “saga de um sobrevivente cabo-verdiano”, desenrola-se “lá fora” e quando o emigrante regressa para Cabo Verde (nos tempos de hoje), aposentado, envolve-se em ações cívicas e políticas.

Nessas deambulações políticas, conta o autor que o emigrante aposentado é eleito para um alto cargo e na noite da vitória sofre um atentando. Após o atentado “toda a história” vai desenrolar-se à volta da investigação desse crime.

“Na obra faço uma excursão pela saga e sina do cabo-verdiano e de Cabo Verde com uma história de relativo sucesso e que acaba batendo na santa impunidade que desgraça o nosso território nos temos de hoje”, contou.

“O livro-romance é uma obra de ficção e qualquer semelhança com os factos, passados, presentes e ou futuro é meramente coincidência”, alertou o autor do livro. que contém 220 páginas e é uma edição do próprio.

A apresentação pública da obra está aprazada para o dia 25 de maio, às 18:00, no Salão Beijing da Presidência da república, na Cidade da Praia, e vai estar a cargos de Daniel Henrique Costa, Francisco Avelino e Manuel Brito-Semedo.

António Ludgero Correia é formado em Biologia Humana e Experimental, colunista político, conselheiro da Presidência da República e é membro fundador da Academia Cabo-verdiana de Letras. Ganhou o Prémio Sonangol de Literatura em 2006.

Comentários