Artigo

Samira Vera-Cruz apresenta filmes em Moçambique, Bélgica, Brasil e Cabo Verde

A cineasta vai fazer a estreia mundial dos filmes “Buska Santu”, “Hora di Bai” e “Sukuru”.

créditos: Foto@Cedida

A jovem realizadora cabo-verdiana, Samira Vera-Cruz, vai apresentar os seus filmes “Buska Santu”, “Hora di Bai” e “Sukuru” em Moçambique, Bélgica, Brasil e Cabo Verde.

A curta-metragem “Buska Santu” vai fazer a abertura da 8ª edição do Fórum de Cinema Moçambique – Kugoma, que acontece de 28 a 30 deste mês na cidade de Maputo.

Em conversa com o SAPO, Samira Vera-Cruz diz estar emocionada. “Tendo em conta que o meu primeiro filme estreou-se há um ano, estou muito contente. Parece irreal mas é fruto de muito trabalho da minha equipa”, diz.

No que tange ao Fórum de Kugoma, a jovem cineasta espera trocar experiências com outros profissionais da área, aprender mais e divulgar os seus filmes, bem como Cabo Verde.

No próximo mês de outubro, Samira Vera-Cruz, que é formada em Cinema e Comunicação pela Universidade Americana de Paris, vai marcar presença no Cine Fest Luso Mundo 2017 que acontece de 24 a 29 em Bruxelas. A realizadora vai fazer a estreia da longa-metragem “Sukuru” e apresentar a curta-metragem “Hora di Bai”.

Em novembro, a curta-metragem “Hora di Bai” será também apresentada no Cine Plateau, na cidade da Praia, e no festival Curtas Santos, em São Paulo, Brasil.

Para Samira Vera-Cruz apresentar os seus filmes nesses países é “Mais um passo… um passo gigante, rápido…, mas um passo num percurso que sei que quero e pelo qual tenho batalhado e vou continuar a batalhar”.

Comentários