Artigo

Realizadora que venceu Óscar faz documentário sobre Julian Assange

Após Edward Snowden em "Citizenfour", documentário que ganhou o Óscar, Laura Poitras vai retratar o fundador do WikiLeaks.

O canal por cabo norte-americano Showtime anunciou no domingo que vai exibir nos próximos meses o documentário "Risk", sobre o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, dirigido pela cineasta vencedora do Óscar Laura Poitras.

Após seis anos de filmagens, que incluem as eleições presidenciais americanas em 2016, "Risk" pretende tornar a figura de Assange mais acessível ao público.

"Com um acesso sem precedentes, Poitras mostra-nos a história do WikiLeaks por dentro, permitindo aos espectadores entender a era da divulgação em massa de ficheiros e das manchetes bombásticas em que vivemos, assim como o impacto revolucionário da Internet na política global", afirma o canal em comunicado.

"'Risk' é um retrato de poder, princípios, traição e sacrifício quando o risco não podia ser mais elevado. É um 'thriller' geopolítico narrado da perspectiva de uma cineasta imersa nos mundos de vigilância governamentais e do movimento ciberpunk", conclui o texto.

Antes de "Risk", Lauren Poitras venceu o Óscar de Melhor Documentário em 2015 por "Citizenfour", sobre Edward Snowden e o escândalo do programa de vigilância da NSA.

Julian Assange, australiano de 45 anos, está refugiado na embaixada do Equador em Londres desde 2012 para evitar uma extradição para a Suécia por alegados crimes sexuais, acusações que ele nega.

Ele teme que a Suécia o extradite para os EUA, uma vez que o WikiLeaks divulgou milhares de telegramas diplomáticos e documentos confidenciais.

Nos dias 14 e 15 de novembro, Assange foi interrogado na embaixada equatoriana pela denúncia de violação apresentada contra ele em 2010.

Em termos ficcionais, ele já foi representado por Alex Williams em "Underground: A História de Julian Assange" (2012) e Benedict Cumberbatch em "O Quinto Poder", de 2013.

Comentários