Artigo

Famoso documentalista de Hollywood vai fazer filme polémico sobre Trump

Depois de "Fahrenheit 9/11", o cineasta americano Michael Moore prepara "Fahrenheit 11/9", uma referência à data das últimas eleições presidenciais.

Realizador vencedor de um Óscar acertou em 2016 e agora antecipa que o sistema eleitoral voltará a favorecer o atual presidente norte-americano.

O realizador americano Michael Moore prepara um documentário sobre Donald Trump intitulado "Fahrenheit 11/9", o dia do anúncio dos resultados das últimas eleições presidenciais e uma referência a um de seus filmes, "Fahrenheit 9/11".

"Sim, estou a fazer um filme para nós sairmos desta confusão", anunciou o cineasta nas redes sociais, com uma ligação para uma notícia do site da revista Variety.

"Pouco importam as revelações, mantém-se firme na sua postura. Os factos, a realidade, o cérebro, nada chega a ele. Mesmo quando faz mal a si mesmo, levanta-se de manhã e continua a twittar. Tudo isso acaba neste filme", declarou Moore à Variety.

Segundo a publicação, os produtores Bob e Harvey Weinstein adquiriram os direitos do documentário para todo o mundo, por intermédio de uma de suas empresas, a Fellowship Adventure Group.

Esta última produziu "Farenheit 9/11", o filme de 2004 que abordava 0 11 de setembro e como alegadamente a administração do presidente George W. Bush usou o trágico evento para avançar com uma estratégia para guerras no Afeganistão e Iraque.

Politicamente progressista, Michael Moore tentou mobilizar a opinião pública contra Donald Trump durante a campanha presidencial e foi um dos poucos a prever, desde o início, que tinha grandes chances de ser eleito.

Comentários