Artigo

Produtores americanos colocam "La La Land"... e "Deadpool" na rota dos Óscares

O musical com Ryan Gosling e Emma Stone volta a reforçar o favoritismo na temporada dos prémios com as nomeações do sindicato dos produtores americanos, um dos mais fortes indicadores das tendências dos Óscares. "Deadpool" pode ser a grande surpresa.

O sindicato dos produtores de cinema nos EUA (Producers Guild of America, PGA) anunciou as suas nomeações nas categorias de cinema.

Os PGA são um importante indicador do que pensam os profissionais do interior de Hollywood e antecipam as prováveis escolhas da Academia que atribui os Óscares: os organizações partilham muitos dos membros e também o processo de votação.

Na lista referente aos melhores filmes de 2016, liderada pelos inevitáveis "La La Land - Melodia de Amor", "Manchester by the Sea" e "Moonlight", surge a surpreendente presença de "Deadpool".

O sucesso de bilheteira protagonizado por Ryan Reynolds aumenta assim consideravelmente a sua visibilidade num momento em questão a decorrer as votações para escolher os nomeados aos Óscares e pode tornar-se a primeira adaptação dos "comics books" nomeada para Melhor Filme.

Os outros títulos na corrida são os esperados "O Primeiro Encontro", "O Herói de Hacksaw Ridge", "Hell or High Water - Custe o Que Custar!", "Lion - A Longa Estrada Para Casa", "Elementos Secretos" e "Vedações".

Nas nomeações para Melhor Filme de Animação também não existem surpresas: "Kubo e as Duas Cordas", "À Procura de Dory", "Vaiana", "A Vida Secreta dos Nossos Bichos" e "Zootrópolis".

Os grandes ausentes deste anúncio são "Silêncio", de Martin Scorsese, e "Animais Noturnos", de Tom Ford. As suas hipóteses de sucesso nos Óscares acabaram de se reduzir consideravelmente: ainda que sejam nomeados para Melhor Filme, nunca um ausente na lista dos nomeados para os prémios PAG desde a sua criação em 1989 ganhou depois o Óscar.

Além disso, nos últimos nove anos, a sua escolha de Melhor Filme só não coincidiu com a dos Óscares uma vez: foi precisamente há um ano, quando "A Queda de Wall Street" foi o melhor filme para os PGA e "O Caso Spotlight" foi a escolha da Academia.

Comentários