Artigo

O que têm em comum a Disney e Guy Ritchie? "Aladdin"

Conhecido pelos seus filmes violentos, principalmente sobre o mundo do crime de Londres, o antigo marido de Madonna está em negociações para ser o responsável pela nova versão com atores do clássico da animação.

Guy Ritchie é o realizador preferido da Disney para a versão em imagem real de "Aladdin". A informação sobre as negociações está a circular em vários meios da especialidade nos EUA.

A improvável ligação ao realizador que se tornou primeiro conhecido por filmes sobre o submundo londrino como "Um Mal Nunca Vem Só" (1998), "Snatch - Porcos e Diamantes" (2000) e "RocknRolla: A Quadrilha" (2008) é estabelecida pelo produtor de "Aladdin": trata-se de Dan Lin, responsável também por dois "Sherlock Holmes" (2009 e 2011), de... Guy Ritchie.

Entre os seus filmes estão também "Ao Sabor das Ondas" (2002), um enorme fracasso onde dirigia a a então esposa Madonna, "O Agente da U.N.C.L.E." (2015) e o ainda inédito "King Arthur: Legend of the Sword".

"Aladdin" era uma abordagem bem humorada da história de um plebeu apaixonado por uma princesa a quem eram concedidos três desejos por um génio que libertava ao esfregar uma  lâmpada mágica.

A voz do génio era de Robin Williams, a quem foi creditado muito do sucesso da animação, que se tornou o filme mais rentável de 1992. O impacto do seu trabalho também abriu portas para grandes e mediáticos talentos começarem a emprestar as suas vozes a personagens.

Depois de "Alice no País das Maravilhas" (2010), "Maléfica" (2014), "Cinderela" (2015) ou "O Livro da Selva" (2016), a Disney tem vários filmes em preparação que adaptam os seus clássicos da animação para o público contemporâneo. O próximo a chegar aos cinemas será "A Bela e o Monstro", com Emma Watson.

Comentários