Artigo

Marvel proíbe atores de aparecer em filmes da DC Comics?

Chris Hemsworth, que é o Thor, descaiu-se durante uma convenção na Austrália sobre as possíveis trocas de atores entre Marvel e DC Comics.

Chris Hemsworth revelou durante a convenção Supanova, que decorreu no fim de semana na Austrália, que era "ilegal" a um ator de Marvel aparecer noutro da DC Comics.

A informação veio de um utilizador do Twitter que esteve presente no painel com o ator que faz de Thor e não revela em que contexto foi feita a declaração.

O presidente da Marvel sempre desmentiu a existência de uma proibição, mas foi em resposta à situação de Josh Brolin, que é Thanos na saga "Vingadores" da Marvel e foi escolhido para ser o Cable em "Deadpool 2", que também é uma personagem da Marvel, embora o filme seja de outro estúdio, a 20th Century Fox.

A existir, a "ilegalidade" deverá ser em relação à participação em filmes e personagens da DC Comics de atores com contrato assinado com a Marvel.

Ryan Reynolds continuará a ser o único ator da era moderna das adaptações dos universos cinematográficos dos "comics books", que começou com "Homem de Ferro" em 2008, a ter interpretado personagens dos dois "rivais": ele começou como Wade Wilson e Deadpool em "X-Men Origens: Wolverine" (2009), que é da Marvel embora a produção seja da Fox, e depois foi o Lanterna Verde, personagem da DC Comics, no filme de 2011, regressando cinco anos depois como Deadpool.

Outra "troca" recente, mas também histórica, é a de Michael Keaton, que foi Batman, da DC Comics, em dois filmes de Tim Burton (1989 e 1992), e agora é o vilão Abutre em "Homem-Aranha: Regresso a Casa" (2017), que é produzido "a meias" entre a Columbia Pictures e a Marvel, com distribuição da Sony.

Comentários