Artigo

Mark Wahlberg pediu perdão a Deus por fazer "Boogie Nights", Julianne Moore tem outra opinião

O ator diz ter feito escolhas tristes no seu passado e destacou como exemplo "Boogie Nights". Julianne Moore, a sua colega no filme, tem uma opinião muito diferente.

Em outubro, Mark Wahlberg admitiu que estava profundamente arrependido por ter feito "Boogie Nights - Jogos de Prazer" e pedia perdão a Deus por uma das suas "escolhas tristes".

O ator, católico praticante, não esclareceu se a sua opinião atual tinha a ver com o conteúdo adulto ou se pensava mesmo que foi uma má decisão profissional: no filme de 1997 realizado por Paul Thomas Anderson, ele interpretava Dirk Diggler, uma estrela de cinema pornográfico.

A revelação causou espanto porque o filme geralmente surge na lista dos melhores da sua carreira e foi essencial para que se tornasse, aos 26 anos, respeitado em Hollywood, deixando para trás a imagem rebelde imortalizada em muitas imagens em roupa interior como Marky Mark.

Surpreendida também ficou Julianne Moore, que contracenou com ele em muitas cenas do filme.

"Acho que devia agradecer a Deus por 'Boogie Nights'. Fez a sua carreira", respondeu no programa "Watch What Happens Live with Andy Cohen".

"É um grande filme, ele foi excelente nele", acrescentou.

Admitindo que ficou "realmente surpreendida",  Julianne Moore fechou desta forma o assunto: "Graças a Deus por 'Boogie Nights'".

Comentários