Artigo

Hollywood em guerra por causa de James Bond

A Sony distribuiu os últimos quatro filmes, mas o acordo chegou ao fim com "007 Spectre" e agora vários estúdios estão a competir pelos direitos.

Está a decorrer uma das disputas mais bizarras de Hollywood: quatro grandes estúdios e um independente estão em guerra para garantir os direitos de próximo filme da saga James Bond.

A Sony Pictures distribuiu os últimos quatro títulos, todos protagonizados por Daniel Craig, a começar por "007: Casino Royale" em 2006, e o acordo acabou com "007 Spectre", lançado em 2015.

Agora, esse estúdio vai ter de competir com a Warner Bros., Universal e 20th Century Fox pelos direitos daquele que se espera que seja a despedida do ator como o agente secreto com licença para matar.

Na corrida está ainda a Annapurna Pictures, um estúdio independente que está a ganhar protagonismo desde 2012 com a produção de filmes de prestígio como "The Master - O Mentor", "00:30 A Hora Negra", "Uma História de Amor de Spike Jonze", "Golpada Americana" ou "Joy".

O seu primeiro filme como distribuidora será "Detroit", de Kathryn Bigelow, um momento que o estúdio tem vindo a preparar nos últimos dois anos com a contratação de profissionais importantes no sector.

A MGM e a EON, as duas companhias que controlam os direitos, querem a melhor proposta possível, mas o facto de estar a decorrer esta disputa pelo contrato por um filme ainda sem realizador nem data de estreia mostra bem a importância da saga.

Além disso, o estúdio vencedor ganha mais pela associação à marca do que propriamente dinheiro: de acordo com o Times, a Sony investiu metade dos 250 milhões de dólares que custou "Spectre", mas apenas conseguiu um quarto de alguns lucros.

No escândalo dos emails que vazaram da Sony em 2014, um deles salientava que "Spectre" apenas valeria 38 milhões de lucro para o estúdio se tivesse o mesmo sucesso do filme anterior, "Skyfall", que chegou aos 1,1 mil milhões de dólares.

"Spectre" ficou-se pelos 881 milhões, pelo que o lucro da Sony acaba por dar uma imagem da incrível e complexa rede de acordos financeiros à volta da saga.

Comentários