Artigo

Grande fracasso: "Rei Artur" leva sova nas bilheteiras

Projeto de fazer uma grande saga medieval cai por terra: o épico realizado por Guy Ritchie protagonizado por Charlie Hunnam é o primeiro fracasso gigantesco da temporada.

Já na terceira semana de exibição em vários países, "Guardiões da Galáxia Vol. 2" continua a dominar as bilheteiras e já acumulou 630 milhões de dólares.

Nos EUA, chegou aos 63 milhões no segundo fim-de-semana, mas a grande notícia foi a diferença em relação à estreia de "Rei Artur: A Lei da Espada",  que se torna o primeiro fracasso gigantesco da temporada.

O épico realizado por Guy Ritchie protagonizado por Charlie Hunnam e jude Law não passou dos 14,7 milhões e o terceiro lugar nas bilheteiras, atrás da comédia "Olha Que Duas", com Amy Schumer e Goldie Hawn.

Muito mal recebido pelos críticos, "Rei Artur" não conseguiu sequer corresponder às baixas expetativas, que apontavam para os 25 milhões, um valor já considerado um desastre para um projeto que custou 175, a que se têm ainda de somar os custos da gigantesca campanha de promoção.

O arranque internacional emperrou, ficando pelos 29,1 milhões. Ainda não existem números de Portugal.

Com esta estreia, vai cair por terra a ambição do estúdio de lançar uma grande saga com seis filmes sobre os cavaleiros da Távola Redonda, uma espécie de "Vingadores" dos tempos medievais.

Apesar de ter ficado à frente de "Rei Artur" e um orçamento muito menor (42 milhões), a comédia "Olha Que Duas" também é um passo atrás para Amy Schumer.

Também com más críticas, a estreia ficou pelos 17,5 milhões, longe dos 30,1 de "Descarrilada", o filme que há dois anos a tornou uma estrela. Uma desilusão para todos, incluindo Goldie Hawn, no seu primeiro trabalho no grande ecrã desde 2002.

A estreia em Portugal (ainda) está prevista para 31 de agosto.

Comentários