Artigo

Estrelas de "Cinquenta Sombras" proibidas de falar sobre sexo nas entrevistas

O estúdio está a ser puritano com aquela que é supostamente a saga comercial mais erótica de todos os tempos.

O est

As estrelas de "As Cinquenta Sombras Mais Negras" estão proibidas de fazer comentários sexuais e gráficos durante as suas entrevistas de promoção.

The Sun dá conta da decisão da Universal de impedir qualquer conversa mais marota, preferindo que sejam abordados os "elementos românticos" do filme.

Não são apenas os protagonistas Dakota Johnson e Jamie Dornan que têm de ter cuidado, como descobriu Marcia Gay Harden, que interpreta a mãe de Christian Grey.

Numa entrevista, ela deixou escapar que não podiam falar de nada muito explícito: "Costumava enviar alguns pequenos tweets marotos e a Universal disse-me que não podia fazer mais. [...] Sou uma boa rapariga, alinhei. Porque é suposto ser mais sobre o 'romance'".

"Talvez tenha ido longe demais, não sei. Enviei uma imagem de um brinquedo sexual e escrevi 'Caro Christian, muito obrigado por esta adorável pulseira debaixo da árvore de Natal. Talvez não fosse para mim. Bem, é tão bonita'. E os fãs escreviam de volta a dizer 'Não, isso não era para ti, mamã Grey'. Foi muito engraçado, mas não gostaram", acrescentou.

"No fim de contas, é uma história de amor. Acho que não querem que a gente seja abertamente sexual nas entrevistas", concluiu a vencedora do Óscar.

Apesar desta proibição, a sequela de "As Cinquenta Sombras de Grey" terá, de acordo com os relatos da antestreia em Los Angeles, cenas muito mais quentes, incluindo duas de sadomasoquismo.

A estreia está marcada para esta semana em Portugal.

Trailer.

Comentários